20 maio 2008

REVISTAS DO "MEU TEMPO" - 2

----------------------------------------------------------------------------------
A revista do post de hoje é a VAMOS LÊR!, de 3 de junho de 1937, Ano II, n. 34 (do meu acervo), cujo título era de propriedade da Sociedade Anônima A NOITE, e saía todas as quintas-feiras. Administração e officinas na Praça Mauá, 7, terceiro andar, Rio de Janeiro, tendo Raymundo Magalhães como Diretor e Vasco Lima como Gerente. O endereço, ainda hoje, é o mesmo da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, que liderou por quatro décadas a audiência do rádio brasileiro.
Na Capital, a VAMOS LÊR! custava $600 (seiscentos réis), e nos estados, $700... Não tão cara se considerarmos que o Gibi Mensal custava $1.200 réis e uma sessão de cinema, $2.400 réis, ou Cr$ 2,40 (dois cruzeiros e quarenta centavos já que a reforma monetária que viria anos depois, dividiu o mil réis por 1.000 e o trocou de nome)...
O exemplar que ilustra o post trouxe ainda uma reportagem com o casal Charles Chaplin e Paulette Goddard (recém-casados), bem como reclames do Assucar Perola, Sal de Fructas ENO, Emulsão de Scott, Eucalol, o sabonete que mais se vende no Brasil, Sofá-Cama Drago, Juventude Alexandre, para os cabelos etc. E mais: contos, palavras cruzadas, charadas novíssimas, piadas... E ainda um artigo com a famosa e linda francesinha que não gosta de brigas, Simone Simon (imagem do post).
Falava no Circuito da Gavea em reportagem da mais potente emissora do paiz, informando ainda que Oduwaldo Cozzi, o maior reporter do broadcasting brasileiro, será o responsável pela transmissão da corrida... Charges, curiosidades, cartas de leitores.

Assim era a VAMOS LÊR! passados apenas 71 anos...
---------------------------------------------------------------------------------
Imagens escaneadas por Aps
---------------------------------------------------------------------------------

12 Comments:

Blogger valter ferraz said...

o, isto realmente é uma volta, uma bela volta ao passado.
Quando você fala nos reclames, é bom lembrar desses produtos, produtos que povoaram nossa infância.
Das revistas propriamente, não me lembro.
Como já disse, minha infância, foi afastada de qualquer tipo de literatura, não tive acesso à gibis e revistas.
Mas é o retrato de uma época, de uma época que também foi minha.
Um beijo

quarta-feira, maio 21, 2008  
Blogger Aninha Pontes said...

Adelino, desculpe, este comentário acima é meu, não percebi, que estava no perfil do bem.
Um beijo

quarta-feira, maio 21, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ana, você é jovem, e seria mesmo impossível ter ao menos folheado uma delas. Eu peguei números mais recentes, isto é, não tão recentes, já que a revista deixou de ser publicada há muitos anos. Dos reclames sim, parece-me até que alguns deles ainda existem por aí fazendo "milagres".
Confesso que estranhei o Valter me saudando com um beijo, mas tudo bem, sem traumas...
Um beijo, Ana.

quarta-feira, maio 21, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ana, aproveito este seu segundo comentário/explicação para acrescentar que a VAMOS LÊR! tinha uma seção nas páginas centrais, em cores, chamada "VAMOS RIR DO EIXO", contendo charges que ridicularizavam na época da II Guerra Mundial os líderes Hitler (ALE), Mussolini (ITA) e Hiroito (JAP), que formavam o chamado "Eixo". Isso, claro, uns três depois, em 1942, 1943, por aí.
Um beijo.

quarta-feira, maio 21, 2008  
Anonymous Bete said...

Bastante interessante "rever" esses momentos através de seu blog.
Passei também para desejar a voce e aos seus visitantes, um feriado e um final de semana pleno de paz e muita luz.
bjs

quarta-feira, maio 21, 2008  
Anonymous Anônimo said...

Adelino,

cá estou eu - de novo -, rindo de mim.
Fui contar vantagem antes da hora, dizendo que conheceria "todas" as revistas e, ainda no segundo post, percebo - e confesso - que estava enganada.
Nunca li, nem vi "Vamos lêr?", e adorei as informações.
O sabonete "Eucalol" tinha uma coleção de estampas, lembra-se? Eu as colecionei durante um bom tempo. Séries de peixes, de mamíferos, de flores, pô, que saudade.

Beijos,

Vivina.

quarta-feira, maio 21, 2008  
Anonymous Adelino said...

Um bom feriado para você também, Bete. Com bastante sol.
Beijo

quinta-feira, maio 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Vivina, nem no Google encontrei qualquer informação sobre a VAMOS LÊR!, a não ser de venda, portanto, não é privilégio seu não tê-la conhecido. Estranho, pois era uma revista bem conceituada na época.
Sobre as estampas Eucalol, eu me lembro delas sim, claro. Aqui no Rio, até há poucos anos eram encontradas numa feirinha que se realiza/ava aos domingos pela manhã nos jardins do Passeio Público, em frente à antiga Mesbla. Ou então na Praça XV, aos sábados.
Aguarde que vem mais...
Beijos

quinta-feira, maio 22, 2008  
Blogger Sonia A. Mascaro said...

Adelino, eu não conhecia esta revista. Muito interessante esta série "Revistas do "Meu Tempo". Gostei e espero por mais.

Abraços e bom final de semana!

sexta-feira, maio 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Sonia, é muito antiga mesmo. Acho que depois da Guerra muitas delas deixaram de circular. Você não podia mesmo conhecer. Fiquei muito feliz quando consegui uns exemplares dela.
Abraço, e bom final de semana.
Você sabe que eu estava pensando que hoje fosse segunda-feira?

sexta-feira, maio 23, 2008  
Blogger Maria Augusta said...

Adelino, muito interessante esta série de revistas, verdadeiros tesouros da imprensa nacional com seus reclames. Nunca havia ouvido falar desta revista Vamos lêr?, blog certamente é cultura.
Um grande abraço e um bom fim de semana.

sábado, maio 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Maria Augusta, obrigado. É pena que o espaço seja pequeno para mostramos muitas páginas das revistas. Mas pelo menos ficam registradas as indicações.
Grande abraço e muito obrigado pelo incentivo a continuar.

sábado, maio 24, 2008  

Postar um comentário

<< Home