16 abril 2008

RUBEM BRAGA

----------------------------------------------------------------------------------
Este livro já foi muito badalado, presenteado, analisado, assinalado, resenhado, lido, anotado etc, mas só agora eu falo dele e recomendo. Estou ainda na página 296, falta muita coisa (ainda bem), mas posso dizer que está me agradando imensamente. Para quem gosta de crônicas, política, biografia (contada de um modo diferente), histórias reais ambientadas no Rio Antigo, Lapa, Catete, outros locais e cidades, especialmente em Cachoeiro do Itapemirim, terra natal de Rubem Braga, o livro de Marco Antônio de Carvalho (infelizmente falecido pouco antes da composição final da obra) é fascinante, muito agradável. Foi uma vida intensamente vivida a do notável cronista/jornalista e correspondente de guerra espiritossantense. É dispensável dizer que o livro eu ganhei de presente...
----------------------------------------------------------------------------------
Capa do original escaneada por APS
----------------------------------------------------------------------------------

9 Comments:

Blogger Sonia A. Mascaro said...

Obrigada pela indicação do livro, Adelino. Gosto e já li muito Rubem Braga. Um grande cronista!
Abraços!

quarta-feira, abril 16, 2008  
Anonymous Anônimo said...

Adelino,

sumi, mas se se juntam você e Rubem Braga, duas tentações, volto correndo...
Quero também te dizer que estou lendo o Saldanha, isto é, a biografia indicada por você. Minha fascinação cresce a cada página.

Beijo da

Vivina.

quarta-feira, abril 16, 2008  
Anonymous Meire said...

Adelino, quem sabe eu o leia qdo for ao Brasil.
Recordando que amanha 18 de Abril tem a Blogagem Coletiva “O que voce faz para acabar com o analfabetismo no Brasil?”

quinta-feira, abril 17, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ei, Sonia, gostei da sua caricatura feita pelo Eduardo!
O livro é interessante, porque reproduz muitos trechos de crônicas, cartas, bilhetes etc produzidos pelo Rubem.
Abraços

quinta-feira, abril 17, 2008  
Anonymous Adelino said...

Quanta honra, Vivina. Fico bem feliz em saber que minhas indicações foram boas. Você disse uma coisa certíssima: o livro da biografia do Saldanha é fascinante. Aposto como você já se surpreendeu rindo sozinha lendo certas passagens da vida dele.
A biografia do Rubem Braga, tão bem escrita por Marco Antônio Carvalho, também é ótima. Tem de tudo. Revelações surpreendentes, pelo menos para mim. Vale a pena.
Beijos, e vê se não some mais.

quinta-feira, abril 17, 2008  
Anonymous Adelino said...

Não me esqueci, não, Meire, da blogagem coletiva de amanhã, 18.
Vamos lá.
Abraços

quinta-feira, abril 17, 2008  
Blogger Eduardo P.L. said...

Vou ler. Sempre gostei muito das Crônicas do Bubens!

Obrigado pela dica!

sexta-feira, abril 18, 2008  
Anonymous Adelino said...

Eduardo, o livro faz referência a diversas de suas crônicas, cartas, bilhetes. Detestava ficção. O livro é fascinante até pelo modo como o autor escreve a biografia do Rubem.
Grande abraço.

sexta-feira, abril 18, 2008  
Anonymous Maria das Graças said...

Rubem Braga, considerado um dos maiores cronista brasileiro desde Machado de Assis.
Dizia Afrânio Coutinho que a marca registrada dos seus textos, era a crônica poética na qual aliava um estilo própio;um intenso lirismo provocado pelos acontecimentos cotidianos, pelas paisagens pelos estados de alma, pelas pessoas, pela natureza.

Rubem Braga disse um vez:
Sempre tenho confiança de que não serei maltatado na porta do céu, e mesmo que São Pedro tenha ordem para não me deixar entrar, ele ficará indeciso quando eu lhe disser em voz baixa:
_"Eu sou lá de Cachoeiro..."

sábado, maio 09, 2009  

Postar um comentário

<< Home