05 junho 2008

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE

-------------------------------------------------------------------------------
Celebra-se hoje o DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE. Parece que as coisas não mudaram muito. Em 1983, portanto há 25 anos, Ignácio de Loyola Brandão escrevia para seus filhos, então crianças:

"Ah, o mundo que estamos preparando para vocês! Como não ter vergonha deste presente que desfaz o futuro? Por séculos, é verdade, o homem atacou a natureza e o meio em que vivia. Geralmente em função da própria sobrevivência. Mesmo os excessos eram corrigidos pela força da natureza. Era uma depredação controlada, diminuta, gradual, deixando ao meio possibilidades de recuperação."
"Mas o homem descobriu a máquina, veio a revolução industrial, a tecnologia desenfreada e mal utilizada, cresceu a ambição da vida "confortável", fácil, automatizada, a necessidade do lucro imediato. Os meios de destruir se multiplicaram, tornaram-se fortes, poderosos. Ninguém mais pode contra os tratores, moto-serras, correntões, buldôzeres, desfolhantes. Cavou-se a terra em busca de minérios, petróleo, as reservas esgotam-se. E coma vida moderna derrubamos as matas, poluímos as águas, envenenamos o ar, arruinamos a atmosfera, intoxicamos a produção de alimentos, estamos tornando a vida impossível. Mas ainda há retorno. Desde que seja imediato."

(Nota: a gravura faz parte do texto)
-------------------------------------------------------------------------------

24 Comments:

Blogger O Meu Jeito de Ser said...

Adelino, aguardo ansioso o dia em que comemoraremos o "ambiente inteiro".
Abraço grande

quinta-feira, junho 05, 2008  
Blogger Eduardo P.L. said...

Adelino,

de uma olhada no Varal...

quinta-feira, junho 05, 2008  
Blogger Georgia said...

Adelino bela refleccao.

Grande abraco

quinta-feira, junho 05, 2008  
Blogger Luci Lacey said...

Adelino

Se fala tanto, blogamos ...mas a terra ta em coma.

Muito bom seu post.

Beijinhos e bom final de semana

sexta-feira, junho 06, 2008  
Anonymous Bete said...

O post tá lindo.
Infelizmente é nossa realidade.
Mas não devemos calar, é nossa meta lutarmos por um planeta mais saudável.
Bjs no coração e um otimo final de semana

sexta-feira, junho 06, 2008  
Blogger sonia a.m. said...

Ótimo post! Como sempre você nos chamando a atenção para temas atuais e importantes!

Ficou muito legal a sua caricatura lá no Varal, Adelino! Eu deveria ter acertado pois já vi essa sua foto antes...
Beijos!

sexta-feira, junho 06, 2008  
Blogger Maria Augusta said...

Adelino, se em 1983 os problemas com o meio ambiente já eram conhecidos e urgentes, imagine agora. Tomara que ainda dê tempo para reverter a situação.
Parabéns pelo post.

P.S. Tua caricatura lá no Varal esta genial!

sexta-feira, junho 06, 2008  
Blogger Ingrid said...

Que coisa né Adelino. Desde a década de 80 já tinha gente preocupada com o desenvolvimento sustentavel, meio ambiente. Acho que nessa época os tão chamados de "ecochatos" eram julgados mal, diziam que estavam assustando a população, que isso não estava acontecendo. Hoje cada vez mais os cientistas reforçam essa mesma idéia deles. Eu é que pergunto, será que ainda temos tempo?

Quanto a sua visita, obrigada por ter ido ao meu blog depois de tanto tempo de minha ausencia, até durante ela. Se tiver mais interesse em saber do resto da historia pode continuar lendo até o dia 8 de junho, pq ainda nao acabou a historia. Bjs! Bom final de semana!

sexta-feira, junho 06, 2008  
Blogger Eduardo P.L. said...

Adelino,

coragem e MOSTRA a REALIDADE atual........rsrsrs!

Forte abraço,

sábado, junho 07, 2008  
Blogger Eugênia Franco said...

Adelino,
adorei ver você no Varal.
Bom fim de semana!

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

É mesmo, Ana, mas tenho lá as minhas desconfianças.
Abraços para você e Valter. E que tenhamos um bom final de semana.

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

Eduardo, já fui lá ver, comentei, gostei demais. Foi uma honra enorme ser caricaturado por você.
Grande abraço, ótimas férias, e excelente final de semana.

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

Georgia, o livreto do Brandão ao qual me referi chama-se MANIFESTO VERDE, e foi leitura obrigatória nas classes de aula da época, 1983.
Um abraço. Um excelente final de semana.

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

Luci, infelizmente é verdade. Li hoje um artigo de um especialista no assunto. As montanhas de gelo estão se desfazendo mais rapidamente do que se previra, e se continuar nesse ritmo nossas cidades litorâneas serão invadidas por ondas de até 12m de altura. E parece que nem isso assusta os grandes líderes mundiais. Parece que pensam: as gerações futuras que se virem.
Um beijo. Ótimo final de semana.

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

Lutar sempre, não é, Bete? Vamos lá. Cada um fazendo a sua parte.
Beijos, ótima semana para você.

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

Então, Sonia, já se passou uma geração desde o livreto do Loyola, e pouco mudou. Pelo menos parece existir hoje uma conscientização maior do problema, o que já é alguma coisa boa.
Sonia, o Eduardo é um grande artista mesmo. De uma foto pequenina conseguiu fazer uma ótima caricatura.
Um abraço. Um ótimo final de semana para vocês.

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

Maria Augusta, reverter a situação acho difícil. Minimizar, pode ser.
Do jeito que as coisas andam seria bom o Homem já ir procurando um outro planeta mais habitável. E quem sabe já não viemos de outro já destruído por nós mesmos?
Grande abraço. Obrigado. Um bom final de semana.

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ingrid, eu acredito que, individualmente, existiam pessoas que se preocupavam. Hoje já existe uma preocupação um pouco mais coletiva. As crianças já crescem sabendo do problema, o que é uma boa coisa.
Eu me lembro de um tio que proibia rigorosamente a caça de pássaros e outros animais em sua propriedade. E também o desperdício de água, embora lá existisse o "precioso líquido" em grande quantidade.
Aguardamos a continuação da sua bela história. Simples, como tantas outras, mas é a sua história, e isso é importante.
Beijos, ótima semana para vocês.

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

Grande Eduardo, estou meio perdido aqui em meus arquivos implacáveis, tão implacáveis que alguns se "escondem", mas a foto "intimada" por você vai sair sim, bem "atualizada". Infelizmente, não é Eduardo, não temos a mesma vaidade das meninas que podem lançar mão de maquiagens e plásticas... A gente vai "in natura"...
Eduardo, grande abraço, uma ótima semana aí nas "oropas".

sábado, junho 07, 2008  
Anonymous Adelino said...

Eugênia, o Eduardo é um mestre.
Aquela foto é dos "primórdios do século passado" (conforme o perfil), bem coerente com o espírito do blog, mas já fui desafiado pelo Eduardo a mostrar a "realidade atual". Desafio aceito, aliás...
Um abraço, obrigado, e bom final de semana também.

sábado, junho 07, 2008  
Blogger Eduardo P.L. said...

Adelino,

gostei da firmeza.......em aceitar o "desafio" de mostrar a face atual...........Meu caro Adelino, eu sou dos que acreditam que a natureza sabe o que faz. Ninguém é pior na aparência do que merece...Alguns, pelo contrário com o tempo melhoram, muito. Haja visto o Caetano Veloso...

Forte abraço, e leve TUDO na brincadeira de um viajante em férias ....

domingo, junho 08, 2008  
Anonymous Adelino said...

Claro, Eduardo, estou ainda procurando em meus arquivos a foto que mais me faça "justiça"... Na verdade, eu nunca achei graça em ser fotografado. Gostava mais de fotografar.
Grande abraço, Eduardo, e boas férias.

segunda-feira, junho 09, 2008  
Blogger Celia Rodrigues said...

Adelino, é por tudo que diz o texto de Inácio Loyola de Brandão que eu não acredito na "salvação do meio ambiente". Não sou pessimista, sou realista. Não há limites para a ambição, e ela é a principal responsável pela degradação do mundo. Infelizmente, acho utópico pensar que há solução.

terça-feira, junho 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Célia, para ser sincero, eu também acho pouco provável que as coisas melhorem, sejamos realistas. Claro que torcemos e fazemos tudo para que não sejamos apenas "mais um" nessa luta inglória. Veja que há 25 anos já se falava com pessimismo na preservação do meio ambiente e as coisas só fizeram piorar. Lamentável mesmo.
Beijos

sábado, junho 28, 2008  

Postar um comentário

<< Home