13 fevereiro 2007

ECOLOGIA...

(Foto APS )
-------------------------------------
Vi no blog da Denise dois interessantes comentários do amigo Valter Ferraz sobre o uso racional dos aparelhos domésticos de ar condicionado. Por ser pertinente, o post de hoje vai dedicado a ele, um expert no assunto, que poderá até dizer da procedência ou não dos benefícios trazidos ao meio ambiente pelo meu "invento" ...
-------------------------------------
No verão passado, o vizinho do apartamento de baixo avisou-me que a água de um dos nossos condicionadores de ar molhava a sua varanda, sem contar com o “barulho” dos pingos que perturbava o seu sono. Fui “conferir”, e realmente a água pingava no chão da nossa varanda e daí para a de baixo. Para resolver “emergencialmente” o problema, pelo menos por aquela noite, coloquei um balde plástico de 10 litros logo abaixo do ponto de onde saía a água do aparelho. No dia seguinte de manhã o recipiente estava quase cheio, com cerca de sete litros de água límpida, que utilizei para regar ali mesmo as nossas plantas.

Ai então me veio uma idéia: aproveitar aquela água pura, cristalina para regá-las diariamente, e sem esforço adicional. Adaptei um tubo à saída do aparelho, fazendo com que a água “produzida” se deslocasse pela força da gravidade até as nossas plantas. Funcionou perfeitamente bem.
Balanço dos prováveis benefícios trazidos pelo “sistema hidráulico/ecológico” que inventamos:

1 - O nosso vizinho podia dormir tranqüilamente sem o ruído das “goteiras” (tem gente que até gosta, é sonífero...);
2 - Sua varanda estava sempre seca;
3 - As nossas plantas regadas regularmente – pelo menos no tempo do calor -, estavam cada vez mais bonitas;
4 - E o casal de peixes guppy que habitava o nosso aquário, parecia nadar feliz da vida na água fresca, sem cloro ou anti-cloro. Ah, sim, e tiveram até filhotes muito saudáveis...

Nada mais ecológico, pois... - concluí...

Nota: a flor amarela da imagem é originária de planta regada com a água "condensada".
--------------

11 Comments:

Blogger valter ferraz said...

Adelino, obrigado pela citação e parabéns pela atitude. A água proveniente da condensação é realmente uma água pura, cristalina.Não diria potável pois dependeria de uma análise química. Porém do ponto de vista do reaproveitamento tal qual vc fêz, nenhum problema. O dreno dos aparelhos domésticos vem de fábrica de maneira incompleta, apenas um pequeno tubo na bandeja. Cabe ao usuário providenciar o encanamento. Às vezes andando pelas calçadas principalmente no centro da cidade somos presenteados com pingos que vem carregados da poluição que se deposita na tal bandeja. Da maneira que vc fêz só teve a ganhar. Está aí a flor para comprovar o experimento: CQD.
Grande abraço

terça-feira, fevereiro 13, 2007  
Blogger O Meu Jeito de Ser said...

Adelino com um pouquinho de boa vontade conseguimos coisas incríveis. Economia em primeiro lugar, que vem acompanhado de benefícios para o meio ambiente.
E quantas dicas nós temos para passar ao pessoal mais jovem heim?
Um abraço

terça-feira, fevereiro 13, 2007  
Anonymous Eduardo said...

Adelino, gostei da engenhoca!Ou engenhosa idéia. Vou aproveita-la.

quarta-feira, fevereiro 14, 2007  
Blogger Denise Sollami said...

muito bem pensado, porque, afinal. água não se desperdiça!

quarta-feira, fevereiro 14, 2007  
Anonymous denise said...

Obrigada pela dica e pela citação de meu post. vou aproveitar sua dica e colocar um link pra cá, lá no meu post,ok.
abraço, garoto

quinta-feira, fevereiro 15, 2007  
Anonymous Adelino said...

Ok, Valter, os seus esclarecimentos foram valiosos.
É claro que a "produção" de água condensada é muito maior quando a umidade relativa do ar está em níveis mais elevados. Valeu, Valter.
E aquela história de "fechado pra balanço". Balanço de quê? Você está com um superavit maior do que o do Brasil, nem precisa fazer balanço.
Um grande abraço

quinta-feira, fevereiro 15, 2007  
Anonymous Adelino said...

É claro, ANNA, se cada um fizer um pouquinho, talvez possamos salvar o planeta. Ou pelo menos prolongar a existência dele.
Abraços, e muito grato pelo seu constante prestígio.

quinta-feira, fevereiro 15, 2007  
Anonymous Adelino said...

Claro, EDUARDO, não é bem uma engenhoca, é apenas um tudo ventral e mais uns três que distribuem para os vasos. A água do aquário é depositada diretamente.
Um abraço do

quinta-feira, fevereiro 15, 2007  
Anonymous Adelino said...

Errei: "(...)apenas um TUBO CENTRAL..." e não "um tudo ventral". Estes erroa estão acontecendo porque o meu "VISUALIZAR" está uma porcaria. Depois que modernizaram...

quinta-feira, fevereiro 15, 2007  
Anonymous Adelino said...

Pois é, DENISE SOLLAMI, e a água é pura, se não tanto, pelo menos tende a ser, conforme o nosso mestre Valter.
Beijos

quinta-feira, fevereiro 15, 2007  
Anonymous Adelino said...

Tudo bem, DENISE, sentir-me-ei honrado caso coloque um link para mim. O seu já está linkado por aqui. Volte sempre.
Abraço, garota!!!

quinta-feira, fevereiro 15, 2007  

Postar um comentário

<< Home