27 janeiro 2008

...E O CARNAVAL VEM CHEGANDO...


----------------------------------------------------------------------------------
É impressão geral que o tempo está passando rápido, mas claro que é pura ilusão. Entretanto, o Rei Momo já está batendo às nossas portas. Sendo assim, nada melhor que recordar um dos melhores momentos do cinema brasileiro, novamente com o grande humorista Moacyr Franco...

IMPORTANTÍSSIMO - Qualquer semelhança com personagens da vida real é pura coincidência...

----------------------------------------------------------------------------------
Imagem You Tube, óbvio...
----------------------------------------------------------------------------------

6 Comments:

Blogger valter ferraz said...

Adelino, não curto o carnaval. Nem o atual e nem os do passado. Este ano, para minha sorte fui convidado a ir descansar em Jarinú, cidadezinha a setenta quilômetros de São Paulo. Aprazível, ar puro, sol e piscina. Vou reclamar do carnaval? Vou não.
Sábado pela manhã coloco o meu bloco na rua e só volto na quarta de cinzas.
Forte abraço

segunda-feira, janeiro 28, 2008  
Blogger Lia Drumond said...

O Carnaval de hoje, realmente, não e tão atraente assim. Bjs

segunda-feira, janeiro 28, 2008  
Blogger Maria Augusta said...

Esta música é um clássico dos Carnavais. Quando criança eu curtia o Carnaval, mas depois de adulta enquanto estive no Brasil aproveitava o Carnaval para viajar. Aqui o Carnaval se resume a algumas imagens na televisão sobre os desfiles do Rio e de outros lugares do mundo.
Um abraço.

quarta-feira, janeiro 30, 2008  
Anonymous Adelino said...

Valter, não sei se já disse, mas o que eu mais admiro e respeito no Carnaval é o trabalho simplesmente maravilhoso dos arquitetos, modistas, figurinistas, e até os empurradores dos carros com as alegorias. É uma atividade que dá trabalho para muita gente durante o ano todo. Além, claro dos verdadeiros shows proporcionados pelas baterias. É emocionante, eu acho. Já ouvi ou li alguém falar que os samba-enredos são aulas de História dadas de uma forma simples e didática. Eu também acho.
Um grande abraço, e bom Carnaval.

quarta-feira, janeiro 30, 2008  
Anonymous Adelino said...

Concordo, Lia, sob esse aspecto, o Carnanval atual - fora dos sambódromos - não tem a mesma emoção dos antigos.
Bjs

quarta-feira, janeiro 30, 2008  
Anonymous Adelino said...

Maria Augusta, Carnaval bom aquele de criança. No meu caso já faz muito tempo. Lança-perfume e confete eram usados como "senha" para as "paqueras" inocentes dos meninos e meninas. Eu ficava todo orgulhoso quando "aquela menina bonitinha" passava fantasiada de índia e me escolhia para um ataque de lança-perfume nos olhos... Eu fingia que não achava bom, mas na verdade, o coração batia mais forte e cheio de esperança, quase que no mesmo ritmo da marchinha que tocava...
Um abraço do
Adelino

quarta-feira, janeiro 30, 2008  

Postar um comentário

<< Home