22 janeiro 2008

SAVE THE LAST DANCE FOR ME


----------------------------------------------------------------------------------
Distraidamente eu cantava baixinho (e mal...) a letra de uma bonita canção dos “velhos tempos” quando meu filho me perguntou espantado: – “Você conhece essa música?! Ela é nova...!!” Eu lhe expliquei que, em se tratando de música, até que não era nova, tinha pelo menos uns quarenta e cinco anos. Fazia parte de um CD lançado há algum tempo, numa coletânea de grandes sucessos da música popular americana. A canção se chamava ““Save the Last Dance for Me”, cantada pelos Drifters.

Escrita por Doc Compus (casado com uma atriz da Broadway), “Save the Last Dance” tem sua história. Numa noite, participando de um baile com a esposa, Doc aguardava educada e pacientemente que ela terminasse todas as danças “prometidas” aos "cavalheiros". Afinal, além de atriz, era também dançarina.

Doc Compus não dançava. Caminhava com o auxílio de muletas, em virtude da poliomielite da qual fora vítima quando criança. Embora nunca tenha admitido isso, é quase certo aquela noite ter inspirado Doc a escrever o “Save the Last Dance”, um gentil recado à esposa para que esta não se esqueça de que, no final de tudo, será ele quem a levará para casa, e que em seus braços ficará. Então, querida, finaliza ele, guarde a última dança para mim.

A recente gravação do jovem cantor Michael Bublé (canadense, considerado pela mídia o novo Frank Sinatra) é ótima, porém não supera a dos Drifters, dos anos 1960. Obras realizadas com carinho e amor jamais serão esquecidas.

----------------------------------------------------------------------------------
Observação: não confundir esta canção com "Save YOUR Last Dance for Me"
----------------------------------------------------------------------------------

10 Comments:

Blogger Aninha Pontes said...

Legal Adelino. Não sabia da história.
Mas cá prá nós, tínhamos sorte de ouvir músicas tão lindas em nosso tempo não?
Assim não dá para não ter nostalgia.
Um beijo

terça-feira, janeiro 22, 2008  
Blogger Betinha said...

Gosto do seu blog, porque me faz regressar ao passado...
Rememorar!!!
Trago tudo de novo à minha memória... Como é bom...
Parabéns, por tudo que escreve...

terça-feira, janeiro 22, 2008  
Blogger Maria Augusta said...

Adelino, a canção é muito bonita, incrível como estão regravando vários sucessos antigos, acho que a inspiração atual esta rara.
Um abraço.

quarta-feira, janeiro 23, 2008  
Blogger valter ferraz said...

Adelino, vc é o nosso consultor(chique essa palavra, não?) para assuntos do coração. Filmes, atrizes e músicas. Nossa memória viva.
Abraço forte, consultor

quarta-feira, janeiro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Muito obrigado, Ana.
Eu entendo a sua gentileza ao dizer "nosso" tempo... Eu diria do "meu" tempo. O tempo de vocês veio muito depois...
Deixando a brincadeira de lado, Ana, eu tenho visto muito jovem "aderindo" às canções bonitas do passado. Hoje, com raras exceções, não cantam, gritam ao som de guitarras estridentes. Gritam, para que menos se perceba que cantam mal e as letras são inadequadas. Sem saudosismo.
Um beijo.

quarta-feira, janeiro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Elizabeth, como eu disse à Ana, no caso de vocês, o passado é curto, não é tão remoto quando o meu. Partindo de você, que tem um blog tão bonito, textos espontâneos e bem escritos emoldurando fotos maravilhosas, descontraídas, bem-humoradas, otimistas, eu recebo seus elogios com muito carinho.
Fico feliz em saber que gosta deste canto onde se fala de hoje e de ontem.
Abraço

quarta-feira, janeiro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Disse bem, Maria Augusta, estão regravando sucessos do passado, e com muito sucesso. Falta mesmo inspiração hoje em dia.
Abraços

quarta-feira, janeiro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Pois é, Valter, palavra bonita: consultor. É uma função ampla e irrestrita. O que mais tem hoje em dia é consultor. Em Brasília tem muito consultor "consultando" os próprios salários e os bolsos do contribuinte...
Grande abraço
Adelino
PS - Consultor de corações, essa foi boa, Valter...

quarta-feira, janeiro 23, 2008  
Blogger Nil said...

Parabésn a vc pelo comentário da música.Amei essa versão do Michael Buble.Sou tecladista de uma banda de baile aqui de Balneário Camboriu S.C e iremos acrescentar esta música ao repertório já que temos uma orquestra com metais e todas as condições de executa-la.É como comentaram acima.Não se faz mais músicas como antigamente.Infelizmente a midia manda e empurra garganta abaixo essas músicas atuais que só tem letras voltadas ao sexo bebida...Quem sabe um dia a juventude desperte e encontre a beleza das músicas antigas assim como esta.
Nil 25/06/2008 www.volaresband.com

quarta-feira, junho 25, 2008  
Anonymous Eduardo said...

Adelino, quem cantava a outra que você cita para não confundir, "Save your last dance for me"? Procurei mas não encontrei. Abraço.

segunda-feira, novembro 10, 2008  

Postar um comentário

<< Home