19 junho 2007

VOCÊ ACREDITA EM BIORRITMO?


----------------------------------------------------------------------------------
Você se lembra quando a teoria do biorritmo estava em alta, ocupando espaços em revistas, jornais e em inúmeros livros publicados? Provavelmente poucos de vocês se lembram.

Na época, a revista Seleções do Reader´s Digest publicou o artigo “BIORRITMIA, O PORQUÊ DOS DIAS BONS E MAUS”. Subtítulo: “Esta fascinante teoria pode ajudar a explicar por que alguns dos nossos dias parecem sempre ´bons´ e outros são deprimentemente ´maus´”.

A grosso modo a vida de uma pessoa tem três ciclos principais a partir do dia em que nasce: físico, emocional e intelectual. Dependendo deles, entre outras coisas que possam imaginar, pilotos não pilotariam em dias de baixa, jogadores não jogariam, juizes não apitariam, blogueiros não blogariam...

Na ocasião, interessado no assunto, lia tudo o que dissesse respeito a isso, fiz testes, anotações e observações para verificar se funcionava...
A coisa era complicada, e exigia até habilidade manual, tesoura, cola, e o resultado, pouco confiável. Basta ver, em síntese, as instruções da Reader´s Digest, de 1976, para o cálculo do biorritmo de uma pessoa ou o nosso próprio:

“1 – Multiplique a sua idade atual por 365.
2 – Divida a sua idade atual por 4. Acrescente o número inteiro do quociente ao que tiver encontrado para o item 1. Despreze o resto.
3 – Conte os dias desde o seu último aniversário até o primeiro dia do gráfico (...) Adicione ao resultado esse resultado à soma dos resultados dos itens 1 e 2 (...).
4 – Divida (faço você mesmo a divisão; não utilize máquina de calcular) esse número total de dias por 23, 28 e 33. Vá tomando nota dos restos, pois eles são importantes.
5 – Recorte as réguas curvas à esquerda e cole-as em papelão; depois recorte este pelos contornos das réguas... (...)
6 – Na régua do ciclo físico, procure o número que representa o resto que você achou quando dividiu o número de dias que você viveu (...) Trace a curva do gráfico,em vermelho (...)” etc. etc. etc.

Enfim, uma “lenha”. Coisa para o Valter que, não tendo o que fazer, pinta e repinta os portões de sua casa... Basta ver na foto o kit que montei a partir daquilo tudo, e que até hoje está entulhando a minha estante. Não tenho coragem de jogá-lo fora. O progresso veio chegando, e os “cérebros eletrônicos” calculavam melhor, com mais rapidez, mais segurança. Algumas empresas elaboravam e entregavam mediante, claro, um polpudo boleto bancário quitado, milhares de biorritmos devidamente analisados e documentados.

Pois então, outro dia, por acaso, tive a agradável surpresa de descobrir um site no qual pode-se calcular automaticamente o biorritmo de maneira muito simples e clara. E de graça. Basta entrar com o dia, mês e ano de seu nascimento. Ficou fácil. Se você acredita em biorritmo, antes de sair de casa dê uma olhada nele; se for o caso, não marque sua loteria e nem faça aquela prova na escola ou faculdade. Seu ciclo intelectual pode estar abaixo da coordenada abscissa... Não faça cooper e nem se comprometa com aquela pelada no sábado sem ver como está o seu ciclo físico (pode estar pra baixo ou descendente). E não contrarie esposas e namoradas se, no caso, for o emocional...

----------------------------------------------------------------------------------
Interessado? Clique aqui BIORRITMO (procure no lado esquerdo "Biorritmo")
----------------------------------------------------------------------------------

23 Comments:

Blogger O Meu Jeito de Ser said...

Adelino, já descartei isso.
Só de ler os calculos, já comecei a ficar em baixa, é melhor parar, tempo de sobra nunca tenho.
Você brincou com o Valter, mas ele nem viu. Subiu a serra hoje, e só volta a noitinha, ele vai dar boas risadas quando ver.
Um abraço amigo.

terça-feira, junho 19, 2007  
Blogger valter ferraz said...

Adelino, embora com atraso de um dia, cá estou:
à época do biorrítimo não dei importância nenhuma e ainda com esse monte de cálculos aí que não me interessaria mesmo.
Mas me diz uma cois: esse treco aí serve para advinhações?
Por que vc advinhou que eu tenho que pintar o portão e as grades aqui de casa essa semana, tarefas que a Aninha me determinou de vido à má qualidade do piso que coloquei na varanda. E ainda ameaçou: se ficar mal pintados, vai ter que refazer e fica sem almoço!
Estou ou não em baixa?
Abração

quarta-feira, junho 20, 2007  
Anonymous Adelino said...

Oi, Anna, tinha de ter muita paciência mesmo. E eu fazia aqueles cálculos todos, mas acabava não acreditando em nada daquilo. Eu até acredito que esses ciclos existam, mas não têm a regularidade tão constante como querem fazer crer os adeptos dessa teoria.
Abraços

quarta-feira, junho 20, 2007  
Anonymous Adelino said...

Valter, o teoria dos biorritmos não fala de adivinhação. Entretanto, aconselho-o a antes de começar as reformas que lhe são agendados pela Anninha que passe os olhos pelo seu ciclo intelectual. Se ele estiver em baixa, meu caro, trate de prestar bastante atenção, caso contrário, bastará uma tonalidade meio diferente na cor da tinta e você terá de refazer tudinho, e sem janta... No caso, se o seu ciclo físico estiverem baixa, já viu...

Falando sério, Valter. Eu li numa ocasião que esta teoria era levada a sério nos USA. Empresas de aviação não escalavam a tripulação de um vôo sem antes verificar como estavam seu componentes. Se a maioria estivesse em baixa, escalavam outros em melhores condições. Times de futebol, basquete, e até executivos antes tomarem decisões importantes iam lá nas curvas e nas linhas coordenadas verificar se estavam firmes...
É o caso: NO ME GUSTA BIORRITMOS, PERO...
Grande abração, Valter.

quarta-feira, junho 20, 2007  
Anonymous Adelino said...

Mais uma vez peço desculpas pelos erros que o meu teclado anda cometendo. O meu computador em baixa nos 3 ciclos. O VISUALIZAR não funciona, a máquina está estranhamente lenta...
Adelino

quarta-feira, junho 20, 2007  
Blogger Sonia A. Mascaro said...

Vou entrar no link para ver como isso funciona, Adelino. Um abraço!

quinta-feira, junho 21, 2007  
Blogger Lucia Freitas said...

hehehehe
eu vim conhecer o teu cantinho e dei de cara com o biorritmo. Cheio de comentários. E fiquei encantada. bjs

quinta-feira, junho 21, 2007  
Anonymous Adelino said...

Eentão, Sonia, é só não se deixar impressionar pelos resultados apresentados pelos gráficos. Para saber se funciona, deixa semana rolar e depois dê uma olhada para saber se confere, não é?
Abraos

sexta-feira, junho 22, 2007  
Anonymous Adelino said...

Fiquei feliz, Lucia, por ter gostado. Se apreciou o post do Biorritmo, faça um teste e veja se funciona. Eu sou iniciante em blogues, por isso quase não visito outros blogueiros, mas de vez em quando faço isso, e tenho encontrado outros muitos legais como é o seu caso. E linkei você, se me permite. E compareça sempre.
Beijos

sexta-feira, junho 22, 2007  
Blogger Lord Broken Pottery said...

Adelino,
Aparentemente a felicidade completa não existe. Será que há algum dia em que fisicamente, intelectualmente e emocionalmente estamos no ápice? As minhas curvas mostradas no site dão essa possibilidade como quase que impossível.
Grande abraço

sexta-feira, junho 22, 2007  
Blogger Eduardo P.L. said...

Adelino, e quem não acredita?

Abçs

sexta-feira, junho 22, 2007  
Anonymous Adelino said...

Lord Broken, os ciclos têm, digamos, "comprimentos" diferentes: 23, 28 e 33 dias, não é? Haverá sim um momento em que as três curvas poderão estar sobrepostas no "ápice", ou no ponto mais baixo. Isto é possível. Eu até esqueci de dizer que nos USA até em hospitais os biorritmos eram consultados. Os pacientes e os cirurgiões evitavam qualquer ação em dias desfavoráveis para um dos dois ou ambos. Segundo o que li na época, o período mais crítico é quando a linha de um ciclo está cortando o eixo horizontal, seja descendo ou subindo, pois seria um período de indefinição, exigindo mais atenção, portanto.
Dizem também que os ciclos são muitos, mas resumiram-nos a apenas três para facilitar a sua observação.
E quando uma pessoa nasce os três ciclos estão juntos no "dia zero". Depois é que as coisas começam a se complicar, segundo a teoria...
Um abração

sexta-feira, junho 22, 2007  
Anonymous Adelino said...

Eduardo, boa pergunta: "...e quem não acredita?" O caso é ver se funciona mesmo. Fazer umas três ou quatro verificações, sem se deixar influencar pelo que os ciclos nos mostram. É que nem horóscopo. Eu não acredito, mas tenho a mania de ver sempre o meu horóscopo do dia anterior, ou seja, não me deixo influenciar pelo que ele diz. Isto, numa fase de observações. Depois, caso acredite, a pessoa pode ler o prognóstico, e procurar aparar as arestas que porventura ele nos indique. Mas assim como pode ser influênciado negativamente pode também ser influenciado positivamente, não é?
Em resumo, é mais uma teoria.
Um abração.

PS - E para complicar, Eduardo, teriam todas as pessoas o mesmo comprimento de ciclos? Sei não.

sexta-feira, junho 22, 2007  
Anonymous Adelino said...

De qualquer forma, Lord e Eduardo, funcioando ou não, acreditando ou não, pelo menos mais modernamente - caso queiramos nos divertir com esta Teoria - não precisamos ficar fazendo aqueles cálculos mirabolantes que se faziam na década de 70, mexer com aquela parnafenália toda, não é? E no final, nem sabíamos se os cálculos tinham sido feitos corretamente.
Abrações

sexta-feira, junho 22, 2007  
Blogger O Meu Jeito de Ser said...

Adelino, você fez o teste do biorrítimo?
Será que estava em baixa, por isso se recusa a trabalhar?
Um abraço e bom final de semana.

sábado, junho 23, 2007  
Anonymous Adelino said...

Anna, muito interessante a sua pergunta. Ri bastante.
Até que não. Fui ver o meu biorritmo, e por coincidência
todas as curvas estão lá no alto ou ascendentes. O caso é que eu também tenho muito trabalho (domésticos e não domésticos). Talvez eu tenha canalizado esse período positivo para outras atividades. Pero, confesso que ando meio sem inspiração para o bloguinho, o que não combina com a curva emocional/intelectual. Mas eu acho que o biorritmo do meu computador deve estar indicando que ele está em baixa, porque anda lentinho, coitado (acho que disse isso algumas vezes). Mas não vou falar mais, a não ser chamar o técnico para fazer uma faxinada nele, no computador.

Se ser mãe é uma missão difícil, imagine, Anna, ser ser pai/mãe simultaneamente. Sou consultor para todas as espécies de assuntos, incluindo os sentimentais, veja só...
Enfim, eu sou o conhecido Jacques (já que não está fazendo nada, sabe como é?). Mas é bom assim, ser úteis.

Valeu, Anna, um abraço para você, Valter e meninos. E bom final de semana.
Adelino

sábado, junho 23, 2007  
Anonymous Adelino said...

Anna, corrija, por favor: "sermos úteis".
Viu só o "visualizar" não estar funcionando?...

sábado, junho 23, 2007  
Blogger O Meu Jeito de Ser said...

Tem razão Adelino, quando nos sentimos úteis com nossos filhos, nos sentimos vivos, nos sentimos importantes.
Não queremos que eles precisem, mas se precisarem, estamos à postos.
Um abraço.

domingo, junho 24, 2007  
Blogger valter ferraz said...

Adelino,
está tudo muito bom, tudo muito bem, mas realmente...
Vamos renovar o estoque aí?
Bom domingo,
abraço grande

domingo, junho 24, 2007  
Anonymous Adelino said...

É isso, Anna, nossos meninos para nós serão sempre meninos, e é ótimo que assim seja. Mas às vezes eu sinto que em determinados momentos, apesar de tudo estar bem, eles "procuram" em silêncio pela mãe que partiu. É nessa hora que devemos estar presentes sem alardes, também em silêncio, se for o caso.

Hoje eu li uma pequena entrevista com Chico Anysio, na qual ele declara: "A primeira frase que eu sempre disse ao acordar é
- Obrigado por mais um dia eu ter acordado."

Vida que segue.
Obrigado, Anna, e abraços pra todos.

domingo, junho 24, 2007  
Anonymous Adelino said...

Olá, Valter, ordem dada, ordem cumprida. Já coloquei lá alguma coisa. Espero que agrade.
Tem Palmeiras hoje? O meu Vasco vai ficar invicto por uns bons dias. Não joga...
Grande abraço, meu caro Valter.

domingo, junho 24, 2007  
Blogger Vyvy Tex said...

Oi! Primeira vez aqui... Estava pesquisando sobre biorritmo e achei interessante seu post. Obrigada pela dica!

quarta-feira, setembro 05, 2007  
Anonymous Prof. Luiz Almada said...

Olá pessoal, já esta comprovado a eficiencia do Biorritmo em varias atividades, com relatos de Universidades. Qto ao cálculo no meu site vc pode calcular o seu Biorritmo na hora, bastando colocar sua data de nascimento. Assiste ainda varias reportagens sobre o assunto.
Prof. Luiz Almada - Físico e Biorritmólogo

quarta-feira, agosto 15, 2012  

Postar um comentário

<< Home