29 junho 2007

IVON CURI


----------------------------------------------------------------------------------
Posso até ser “tirado do ar”, mas isto não é propaganda comercial. De há muito eu comentava com as pessoas sobre as belíssimas e engraçadas canções interpretadas pelo cantor e show-man Ivon Curi. Muitos de vocês não o conheceram ou mesmo ouviram falar dele. Talvez em filmes brasileiros antigos, mas quem os vê? Poucos se interessam.

Baião, xote, balada, valsa, enfim, músicas de temas e ritmos os mais variados possíveis, tudo ficava bem na voz e interpretações do Ivon. Das minhas canções prediletas cantadas por ele destacavam-se Montanha Russa, Menino de Braçanã (que eu cantava baixinho), Comida de Pensão, Sob os Céu de Paris (Sous le ciel de Paris), Xote das Meninas, Cara do Pai e tantas outras. Com uma versatilidade impressionante passava do humorismo ingênuo ao romantismo "realizável".

Tinha saudades de ouvir novamente essas canções. Mas onde encontrá-las? Na Internet? Nada. Nos 78 rpm, compact simples, duplo, 33, 45 rpm, impossível. Até que ontem consegui adquirir, por puro acaso, um CD do Ivon, uma “Seleção histórica com os seus grandes sucessos”... Nostalgia pura (como diz o Eduardo e o Lord Broken, uma "relíquia" diria a Helô, ainda que o CD seja novo). Apesar de não estar mais entre nós, o Ivon continua sendo o grande intérprete de sempre.

----------------------------------------------------------------------------------
Imagem da internet / CLIQUE AQUI, por indicação do nosso caro leitor Strix, um momento histórico da nossa TV (YouTube) (aumente o volume).
----------------------------------------------------------------------------------

31 Comments:

Blogger Yvonne said...

Oi Adelino, tudo bem? Estou de volta. Muito bom você ter se lembrado do Ivon que poucas pessoas se lembram. Beijocas e tenha um belo fim de semana.

sexta-feira, junho 29, 2007  
Blogger Eduardo P.L. said...

Ivon Curi, quem diria? Ou melhor, quem lembraria, a não ser nosso Adelino.

Abçs

sábado, junho 30, 2007  
Anonymous strix said...

Ele cantava (parecia) brincando.
Ou melhor brincava cantando.
Foi um grande gozador e sempre com àquela aparência de relaxado (nada a haver com a #@%&*(+ da marta aeroportina).
Já vi que não sabes como enfiar a voz dele na Net. Eu, muito menos.
Mas pede prá alguém de dar as dicas e pôe no teu blog.
Aposto que, então, aparecerão mais das belas interpretações do Ivon.
Muitos vão agradecer, garanto.
Strix.

sábado, junho 30, 2007  
Anonymous Adelino said...

Obrigado, Yvonne. Impressionou-me muito a excelente qualidade do som do CD que adquiri.
Beijos e bom final de semana pra você também.

sábado, junho 30, 2007  
Anonymous Adelino said...

Eduardo, algumas daquelas canções são do "meu tempo". Uma vez fui a um parque com uma menina minha vizinha. Fomos na Montanha russa. E sabe qual a música que tocavam no alto-falantes? Pois é: a própria...
O Ivon era muito talentoso. Era "mal de família": Alberto Curi, grande noticiarista da Rádio Tupy, ainda vivo; Jorge Cury, um dos maiores narradores de futebol do país (infelizmente faleceu num acidente automobilístico quando voltava de Caxambu, sua terra natal.
Grande abraço.

sábado, junho 30, 2007  
Anonymous Adelino said...

Strix, é isso mesmo. O Ivon cantava com facilidade, tinha uma voz muito suave. E interpretava mesmo as canções. Era um show-man puro. O CD me impressionou muito pela excelente qualidade do som.
Vou ver se consigo inserir alguma delas no post. Não sei se é possível, mas vou tentar.
Grande abraço, Strix.

sábado, junho 30, 2007  
Blogger Eduardo P.L. said...

A primeira montanha russa, com a vizinha, nunca se esquece!

domingo, julho 01, 2007  
Anonymous Adelino said...

Calma, Eduardo, isso foi no final dos anos 50. Bem comportadinhos... E olha que nunca fui capa de revista...
Grande abraço e bom final de semana.

domingo, julho 01, 2007  
Blogger valter ferraz said...

Adelino, ouví pouco o Ivon. Lembro dele nos "Adoráveis Trapalhões". Eu ficava esperando ele acabar as músicas que achava um saco, para ver o Ted Boy Marino socar o Rasputin. Luta livre com pastelão, tudo o que eu queria.
Bom domingo prá você
Abração
ps: larga do pé do Eduardo, vai

domingo, julho 01, 2007  
Anonymous strix said...

Adelino, encontrei no YouTube alguma coisa do Ivon.
Cliquei em músicas e digitei o nome dele. Apareceram algumas músicas dele, inclusive ele apresentando a primeira música transmitida pela TV no Brasil, evidente a Tupi, em 1950.
Strix

domingo, julho 01, 2007  
Anonymous Adelino said...

Valter, você não está sendo justo...
Quem disse que a "primeira montanha russa, com a vizinha, ninguém esquece" foi o Eduardo...
Grande abraço

domingo, julho 01, 2007  
Anonymous Adelino said...

Strix, a dica foi valiosa. Vou tentando. Ainda vou conseguir colocar um linkizinho lá no blog.
Um abraço

domingo, julho 01, 2007  
Blogger marilia said...

Adelino!
bom domingo....
estou aqui lembrando minha bábá...é isso mesmo...rsss
fui menina criada com bába...
e ela se chamava ivone, e adorava a Angela maria e o Ivon Cury...
logo, quando meus pais saiam a noite, havia de ter um program de rádio,não me lembro qual, mas ela nos colocava para ouvie e tinhamos que cantar juntaos...
" se subiu ninguem sabe , ninguem viu..."
ahahah Só vc pra me fazer lembrar dele...
Tudo bom???
Espero que tenha um bom final de domingo!
bjos

domingo, julho 01, 2007  
Anonymous strix said...

A Hebe, na época, ainda valia dois (2) vinténs.
Em 1950, apesar do Getúlio, já ter instiuído o "cruzeiro" na primeira metade da década dos "quarenta", ainda valiam (e eram aceitos) os "vintêns, tustôes e os milréis"
Os "contos de réis", eram dinheiro que valiam "fortuna", e poucos tinham a possibilidade de "ostentar" uma nota de mil cruzeiros (as "amarelinhas").
Strix.

domingo, julho 01, 2007  
Blogger Eduardo P.L. said...

Parabéns pelo VOTO das 7 MARAVILHAS. E para votar nem precisa ser indicado. Basta seguir o regulamento. Todo blog pode votar e ser votado.
O Valter acertou na mosca!

domingo, julho 01, 2007  
Blogger O Meu Jeito de Ser said...

De Ivon, só me lembro que existia. Acho que já é alguma coisa né?
Não cheguei a ouvir muito, e sinceramente nem sabia os nomes da música dele.
Mas o que acho legal aqui, é vc trazer ao presente coisas bonitas, interessantes, curiosidades.
Muita coisa, a gente se lembra, porque viveu, afinal, não temos tanta diferença de idade assim, outras, por um motivo ou outro, nos passou despercebido, mas as aulas do Adelino sõa sempre proveitosas.
Um abraço

segunda-feira, julho 02, 2007  
Blogger Lord Broken Pottery said...

Adelino,
Indiquei o seu blog como uma das 7 Maravilhas do Blog.
Grande abraço.

segunda-feira, julho 02, 2007  
Blogger Lord Broken Pottery said...

Adelino,
Volto para comentar. Acho que a tradição de shows men acabou no mundo. No Brasil tivemos, além do Ivon Curi (ótimo) o Wilson Simonal (perseguido e destruído pela esquerda, sem perdão) e o Minelli. Nos Estados Unidos o Sammy Davis Jr. e o Dean Martin. Quem mais? Acho que eles acabaram.
Grande abraço

segunda-feira, julho 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

Então, Strix, a Hebe Camargo até que não cantava mal. Com a advento da TV, tiveram que se adptar às imagens ao vivo. Ela, juntamente com Walter Forster e outros foram os artistas pioneiros na TV brasileira.
Abraço

segunda-feira, julho 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

Eduardo, fui votado pelo Lord Broken, e estou providenciando - com dificuldades - a minha lista das Sete Maravilhas de Blogs.
Quando menos esperar sai.
Abraços

segunda-feira, julho 02, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Anna, se você ouvisse o CD certamente gostaria. São letras simples, românticas, críticas a alguns costumes da época,humorísticas etc.
Em suma, um verdadeiro show-man.
Claro, teve a sua época, mas não teve substitutos.
Grande abraço.

segunda-feira, julho 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

Anna, ANÔNIMO se identificando: ADELINO...
Minhas desculpas.

segunda-feira, julho 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

Ok, Lord Broken, sei que nessa indicação tem muito de carinho, gentileza e incentivo seus para com este humilde blogueiro...
Muito obrigado. Não sei se mereço tanto.
Grande abraço

segunda-feira, julho 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

Lord, acabou mesmo. Não é ser saudosista nem nostálgico, mas observe que este fenômeno não atinge somente os shows men. Onde estão os novos apresentadores à altura de um Blota Júnior, um Flávio Cavalcanti, um Jota Silvestre, um Murilo Nery, um Hilton Gomes, um Aerton Perlingeiro (o pai), um Ayrton Rodrigues? Onde um programa do nível de Um Instante Maestro, Noite de Gala, de jurados como aqueles do Flávio: Nelson Motta, Haroldo Barbosa, Mister Eco, Sérgio Bittencourt, José Fernandes, Erlon Chaves, Márcia de Windsor e tantos outros?

Bom, acho que falei demais. That´s all.
Um grande abraço.

segunda-feira, julho 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

Marília, e até que a sua babá tinha bom gosto... Quem cantava "...se subiu ninguém sabe, ninguém viu..." era o Cauby Peixoto. Ele estava começando e tinha um programa na Rádio Nacional nos domingos à noite, lá pelas 9 horas mais ou menos. Fazia tanto sucesso quanto os "Fantásticos' de hoje. A canção se chamava "Conceição". A letra é bem interessante.
Boa semana para você também.
Beijos

segunda-feira, julho 02, 2007  
Anonymous strix said...

Foi época em o (trinta) número 30 ficou famoso.
Strix.

sábado, julho 07, 2007  
Blogger Sonia Novaes said...

Adelino

Eu acho importante relembrarmos dos cantores mais antigos,porque poderemos deixar para os mais novos, depoimentos importantes para aqueles que fizeram história na nossa música brasileira,jamais deverão ser esquecidos.
Está muito difícil achar cantores para substituir :Elis Regina,Vinicius de Moraes, Tom Jobim,Nara Leão,Silvio Caldas e muitos outros que já se foram.
Do Ivon Curi lembro pouco,porque era pequena quando ele fazia sucesso,mas nunca esqueci do sorriso dele que era doce.
Que bom saber que existe pessoas como vc que ainda lembra de pessoas tão queridas,que deixaram boas lembranças...
Um grande abraço...
Sonia Novaes

sexta-feira, julho 13, 2007  
Anonymous Anônimo said...

olá adelino, fiquei muito feliz em saber que vc colocou es materia aqui,estava procurando a musica que ele cantava e fez muito sucesso em 71,cantei muito esta musica em shows, festas e em roda amigos, todos se divertiam, neste cd que vc conseguiu tem esta musica, onde vc comprou, me mande o endereço, mesmo que não tiver quero comprar.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Infelizmente não tenho o seu nome, por um problema técnico, meu caro "Anônimo". Mas tudo bem.
O CD do Ivon eu o comprei nas Lojas Americanas. Lá tem "remasterizado", com excelente qualidade de som, peças que pensamos não existir mais. Se não tiver nas prateleiras especializadas, talvez possa comprá-lo pelo americanas.com.
Mande notícias.
Um abraço com minhas desculpas pela demora em responder, mas nem sempre faço uma repassada pelos post antigos.

sexta-feira, dezembro 19, 2008  
Anonymous Maria das Graças said...

Uma recordação brilhante!
Estive há muitos anos em Cachambú e tive o prazer de estar junto na mesma praça com o Ivon Curi que sempre admirei por ser um homem além de educado, fino o ótimo cantor.
Assisti aqui cantando com a Hebe Camargo quando tinha eu apenas dois anos.
Foi o máximo!
Maria das Graças.

sexta-feira, maio 01, 2009  
Blogger tativic said...

Estávamos nos anos 50; eu estudava o inicio do secundário, em Lisboa; minha irmã mais velha era uma apaixonada do Ivon Curi "por tabela" acabei apreciando este simpático cantor. Era a voz romântica das meninas de 50! Grande Ivon! Serás sempre recordado!

sábado, fevereiro 26, 2011  

Postar um comentário

<< Home