30 março 2007

JUDY GARLAND

----------------------------------------------------------------------------------
Judy Garland nasceu em Grand Rapids, Minnesota, USA, em 10/06/1922. Faleceu em Londres, em 22/06/1969, aos 47 anos de idade. Casou-se com o diretor de cinema Vincent Minnelli, em 15/06/1945, e em 12/03/1946 nasceu sua filha Liza Minnelli, que também se tornaria tão famosa quanto ela. Em 1957 recebeu o prêmio Globo de Ouro pelo seu desempenho em A Star is Born (Nasce uma Estrela). Outros sucessos: Easter Parade, ao lado de Fred Astaire, The Wizard of Oz (O Mágico de Oz) (1939), e Till the Clouds Roll By (Quando as Nuvens Passam), realizado em 1946. Este filme causou uma grande polêmica na minha cidade à época de seu lançamento. Não posso afirmar se o mesmo aconteceu em todo o Brasil. Mas nada a ver com roteiro ou enredo ousado, pois se tratava de um açucarado romance musical. O problema todo foi gerado pelo título que lhe deram para adornar a fachada do principal cinema da cidade: "Quando as Nuvens Passem", quando em bom português o correto seria "Quando as Nuvens Passam".
----------------------------------------------------------------------------------
(Imagem internet)
----------------------------------------------------------------------------------



27 Comments:

Blogger valter ferraz said...

Adelino, um detalhe tão pequeno causou polêmica?
Abraço forte

sábado, março 31, 2007  
Anonymous Adelino said...

Pois é, Valter, acho que não me expressei bem. A polêmica foi nos grupinhos interessados nos detalhes do idioma. E, segundo soube, foi também comentado nas salas de aula. O curioso é que falaram com o gerente do cinema para corrigir e ele não quis. //
A propósito, Valter, contam que um "cavalheiro" já meio alto, perguntou para o porteiro do cinema:
- Por favor, o senhor poderia me informar se aqui está passando o filme "Guilda"? (Ele queria dizer Gilda, com Rita Hayworth, Glenn Ford).
- Não sei, não senhor. Acho melhor perguntar para o "guerente"... - respondeu o "lanterninha".

Horrípilante esta, não? Tudo bem, admito.

Grande abraço

sábado, março 31, 2007  
Blogger valter ferraz said...

Adelino, isso é coisa que se faça?
Abraço e bom domingo para você

sábado, março 31, 2007  
Blogger O Meu Jeito de Ser said...

Adelino, é o preço que se paga, por se expor né?
Ela era linda, já a filha nem tanto, na minha opinião.
Um abraço, estou meio sem tempo.
Bom domingo.

domingo, abril 01, 2007  
Anonymous Adelino said...

Valter, quer dizer que a piadinha foi infame mesmo, não é?
Bom domingo para todos nós.

domingo, abril 01, 2007  
Anonymous Adelino said...

A precocidade em Hollywood quase sempre acabava mal. É um preço alto que se paga. Os exemplos são muitos. Eu não quis mencionar, mas a nossa Judy Garland morreu vítima de uma overdose.
É verdade, Anna, a Liza não era tão bonita quanto a mãe.
Bom domingo, Anna

domingo, abril 01, 2007  
Blogger Yvonne said...

Adelino, Judy Garland teve um grande e sério problema na sua vida. Se tornou viciada com menos de 15 anos por pressão da MGM. Triste fim. Beijocas

segunda-feira, abril 02, 2007  
Blogger Lord Broken Pottery said...

Valter,
Aqui ninguém repararia no erro. Nosso idioma é maltratado diariamente nas mais altas esferas.
Abração

segunda-feira, abril 02, 2007  
Anonymous Daniela Mann said...

__♥♥_♥♥
_♥♥___♥♥
_♥♥___♥♥_________♥♥♥♥
_♥♥___♥♥_______♥♥___♥♥♥♥
_♥♥__♥♥_______♥___♥♥___♥♥
__♥♥__♥______♥__♥♥__♥♥♥__♥♥
___♥♥__♥____♥__♥♥_____♥♥__♥_____
____♥♥_♥♥__♥♥_♥♥________♥♥
____♥♥___♥♥__♥♥
___♥___________♥
__♥_____________♥
_♥____♥_____♥____♥
_♥____/___@__\\___♥
_♥____\\__/♥\\__/___♥
___♥_____W_____♥
_____♥♥_____♥♥
_______♥♥♥♥♥
Uma Páscoa Feliz, deseja a Daniela Mann

segunda-feira, abril 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

É verdade, YVONNE.
A gente vê os artistas como seres extraordinários, que não têm problemas de qualquer ordem, mas não é bem assim. A Judy Garland é um triste exemplo disso.
Beijos

segunda-feira, abril 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

Então, Lord Broken, a turma reparava até nos títulos de filmes...
Abraços

segunda-feira, abril 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

Que maravilha, Daniela... Adorei.
Uma Feliz Páscoa para você e seus familiares. Permita-me linká-la, ok? Venha sempre.
Beijos

segunda-feira, abril 02, 2007  
Blogger Denise Sollami said...

Judy Garland e sua filha tiveram, ambas, o mesmo problema com o álcool. Coitadas.

segunda-feira, abril 02, 2007  
Anonymous Adelino said...

DENISE SOLLAMI, não sei se conhece uma série de livros americanos chamada Hollywood Babylon. Narram e comprovam com fotos casos incríveis acontecidos nos bastidores de Hollywood com Maureen O´Hara, Jane Mansfield, Lana Turner, Marilyn Monroe, Cary Grant, Randolph Scott e tantos outros. São tantos que é melhor vê-los apenas como os imaginamos em nossos filmes favoritos e não como pessoas de carne e osso sujeitas a todos os males que afligem os seres "terrestres".
A conclusão a que chegamos é que fama e fortuna não trazem necessariamente felicidade e paz a ninguém. São dois fatores que têm de ser bem administrados, principalmente se vêm precocimente.
Abraços,Denise.

terça-feira, abril 03, 2007  
Anonymous Adelino said...

"...se vêm PRECOCEMENTE." (Com E...)". Corrija, por favor.

terça-feira, abril 03, 2007  
Blogger valter ferraz said...

Adelino, para voce que gosta dá uma olhada nisso:
http://www.premiere.com/best/3573/the-25-best-movie-posters-ever.html
peguei lá no PERI,
Abraço

quarta-feira, abril 04, 2007  
Anonymous Meire said...

Oi Adelino, ela era muito linda, a filha nao tanto mas tambem é uma grande atriz e cantora.
bjs

quarta-feira, abril 04, 2007  
Blogger O Meu Jeito de Ser said...

Adelino, sei que você está sumidinho, mas deixei lá uma tarefa prá você.
Claro, sinta-se à vontade para cumprir ou não.
Um abraço

quarta-feira, abril 04, 2007  
Blogger Adelino P. Silva said...

VALTER, vou dar uma olhada. Indicado por você só pode ser coisa boa.
Abraço

quarta-feira, abril 04, 2007  
Blogger Adelino P. Silva said...

Oi Adelino, ela era muito linda, a filha nao tanto mas tambem é uma grande atriz e cantora.
bjs

MEIRE, a Judy Garland começou criança ainda. Depois, adolescente, fez vários filmes com Mickey Rooney, que também começava. E trabalhou com Deanna Durbin, adolescente.
Pena que Judy tenha tido alguns problemas que a levaram a ter uma vida tão curta e tumultuada quando adulta.
Beijos, Meire.

quarta-feira, abril 04, 2007  
Blogger Adelino P. Silva said...

Olá, ANNA. Eu estive fora dois dias, por isso meio sumido. Tudo bem.
Tentarei cumprir a minha "tarefa" o melhor possível. Você me colocou no meio de um "ninho de cobras", o que apenas de enche de orgulho. Valeu, Anna.
Abraços

ANNA, um recado para a MEIRE: o comentário dela, por um lapso, saiu repetido logo acima do meu.
Não houve intenção.
Abs

quarta-feira, abril 04, 2007  
Blogger Eduardo P.L. said...

Adelino, outros tempos!!!
Gostei de sua visita e comentario. Eu também estou sempre por aqui, nem sempre tenho o que comentar, por falta de nostalgia....brincadeira! Abraços forte, e boa páscoa!

sexta-feira, abril 06, 2007  
Blogger valter ferraz said...

Adelino, passando para desejar Boa Páscoa junto aos teus.
Grande abraço

sexta-feira, abril 06, 2007  
Anonymous Adelino said...

EDUARDO P.L., a "nostalgia' não é total. Pode comentar sempre.
Ah, por falar na Páscoa, retribuo os seus votos. Tem um post que coloquei hoje, 7, sobre isso. Se quiser dê uma olhada.
Grande abraço

sábado, abril 07, 2007  
Anonymous Adelino said...

VALTER, excelente Páscoa para você também. Tem um post hoje sobre a data.
Grande abraço pra você, Anna, meninos e netos.
Adelino

sábado, abril 07, 2007  
Blogger Fernando said...

Oi, Adelino,
nunca consegui esquecer-me de quanto chorei, choramos, apavorados, eu, minha irmã e meu irmão mais novo, no Mágico de Oz.
E da cara de decepção do nosso pai, que não conseguia entender a a razão de tanta choradeira dos seus filhos.
Abração
fernando cals

segunda-feira, abril 09, 2007  
Anonymous Maria das Graças said...

Foi um lindo musical que contou a história de vida de um compositor cujo elenco alem de Judy Garland,June Allyson,Frank Sinatra e Robert Walker,teve a direção de Richard Whorf e Vincente Minnelli.
Tinha mesmo o título:
Quando as nuvens passam,mas o equívoco foi bom, pois até teve polêmica dentro da classe de aula.
Valeu à pena.
Maria das Graças.

quinta-feira, abril 30, 2009  

Postar um comentário

<< Home