24 março 2007

JENNIFER JONES

----------------------------------------------------------------------------------
Jennifer Jones nasceu em 02/03/1919 em Tulsa, Oklahoma, USA.
Em 1944 ganhou o Oscar pelo desempenho como Bernadette Soubirous em A Canção de Bernadette (The Song of Bernadette). Curiosamente, pediu desculpas a Ingrid Bergman que também havia sido indicada ao prêmio pelo seu magnífico trabalho ao lado de Gary Cooper em Por Quem os Sinos Dobram (For Whom the Bell Tolls), no papel de Maria. Ingrid teria respondido: “Nada de desculpas, Jennifer. A sua Bernadette foi muito melhor que a minha Maria...” No ano seguinte coube a Jennifer entregar o Oscar a Ingrid pelo filme Gaslight... Em 1955 atuou ao lado de William Holden no inesquecível Suplício de uma Saudade (Love is a many Splendored Thing).
Jennifer foi casada com Robert Walker (diretor de cinema), de quem se divorciou em 1945, casando-se quatro depois com David Selznick, união que perdurou até a morte deste, em 1965.
----------------------------------------------------------------------------------
(Imagem editada internet)
----------------------------------------------------------------------------------

12 Comments:

Blogger valter ferraz said...

Adelino, assim que eu gosto. Voltando à forma!
Essa aí era bem bonita mesmo.
Abraço grande

sábado, março 24, 2007  
Blogger Denise Sollami said...

Jennifer Jones não atuou em "Duelo ao Sol"?

sábado, março 24, 2007  
Anonymous Adelino said...

Pois é, Valter, é aquilo que chamamos de beleza diferente. E talento também.
Grande abraço

sábado, março 24, 2007  
Anonymous Adelino said...

Denise, gostei quando disse que é uma cinéfila incurável. Mais ou menos isso.
A Jennifer Jones trabalhou sim em Duelo ao Sol (Duel in the Sun), 1946, com Gregory Peck.
Quando assisti Song of Bernadette fiquei bom tempo apaixonado pela personagem dela, talvez por ser ela. Quem sabe?
Abraços

sábado, março 24, 2007  
Blogger O Meu Jeito de Ser said...

Adelino, passando para desejar um bom domingo.
Você descobre coisas incríveis heim?
Que rosto lindo!
Um abraço.

domingo, março 25, 2007  
Anonymous Adelino said...

Anna, um ótimo domingo para vocês também.
Quanto a descobrir "coisas incríveis", Anna, é curioso: fui criado numa família numerosa, e como mais novo, cansava de ouvir minhas irmãs, seus namorados e amigas comentando sobre os filmes que tinham visto, seus artistas prediletos etc. Eu nem sabia o que era uma tela de cinema. Ligava a palavra "tela" àquelas que se usam para cercar determinadas áreas. E nada me fazia entender como poderia um filme "passar numa tela" daquelas?... Claro que depois fui conhecendo pessoalmente todo aquele mundo maravilhoso do cinema, especialmente de Hollywood. E com a Internet então, para quem já gostava, imagine. Fui buscando todos os astros e estrelas que povoavam a minha imaginação de criança.
Um abraço, Anna.

domingo, março 25, 2007  
Blogger GUGA ALAYON said...

lindíssima

terça-feira, maio 08, 2007  
Anonymous Miguel Gubert said...

Caro Adelino

Só vi esta página hoje, mas tais imagens são atemporais e inesquecíveis. Adorei a foto de Jennifer Jones, uma das mais adoráveis e talentosas estrelas de uma época de ouro de Hollywood. Para mim, seus melhores desempenhos, sem desmerecer outros filmes, foram em A Canção de Bernadete, Duelo ao Sol e Madame Bovary, este último uma obra prima dirigida pelo não menos competente Vincente Minelli.
Abraço
Miguel Gubert

terça-feira, junho 19, 2012  
Blogger Rodrigo Arte said...

Boa tarde:

Legal o blog!
O descobri por uma imagem desta baita atriz...
Confesso que não assisti muitos filmes dela; embora um que me toca até hoje (creio que PARA SEMPRE) - INFERNO NA TORRE_uma produção forte/tocante mesmo. Talvez pelos bons efeitos da época, além das músicas: fora o grande elenco. Só de lembrar fico emocionado.
Sei que ela enfrentou alguns problemas - cancer/uma filha deu fim à propria vida; inclusive parece que ela estava reclusa no final da vida.
Também sou do RJ_só que resido no sul do Brasil há tempos. Muito bom aqui.
Seria isso.

Valeu,
Rodrigo O. Rosa

sábado, abril 06, 2013  
Blogger Adelino P. Silva said...

GUGA ALAYON, você comentou em 2007... Como não vi seu comentário?
Lindíssima sim.
Abraço

sexta-feira, fevereiro 27, 2015  
Blogger Adelino P. Silva said...

Miguel Gubert, a Jennifer estava apaixonantemente bonita em Canção de Bernadete. Indubitavelmente, com raríssimas exceções, as estrelas de antigamente eram mais encantadoras do que as atuais. Não fugiam dos fotógrafos escondidas em óculos escuros, panos na cabeça etc.
Menos maquiagem, menos silicones, menos botox. Eram o que eram.
Abraço

sexta-feira, fevereiro 27, 2015  
Blogger Adelino P. Silva said...

Pois é, Rodrigo Arte, eu disse acima que as artistas de antigamente eram naturalmente mais bonitas do que as atuais, mas parece-me que os problemas pessoais daquela época, talvez pela repressão, patrulhamento etc. eram mais constantes do que modernamente no mundo do cinema.
É apenas uma opinião.
Um abraço

sexta-feira, fevereiro 27, 2015  

Postar um comentário

<< Home