25 julho 2008

26 de JULHO - DIA DA VOVÓ

Dedicamos este singelo post a todas as vovós do mundo, sejam elas blogueiras ou não. E em especial a uma jovem vovó queridíssima que se encontra hoje longe dos olhos, mas perto do coração. A todas elas o nosso carinho, amor e respeito. (Adelino)
(Imagem internet autor não identificado)

30 Comments:

Blogger valter ferraz said...

Adelino,
prás vovós TUDO!
Bom final de semana,
Abraço forte

sábado, julho 26, 2008  
Blogger Celia Rodrigues said...

Gostaria de ter conhecido minhas avós... morreram muito antes de eu nascer. Pena.
Obrigada pela sugestão de post sobre a amizade. Postarei sobre o assunto. Abraço!

sábado, julho 26, 2008  
Blogger Maria Augusta said...

Adelino, aproveito esta tua bela homenagem para mandar um beijo a todas as vovós do mundo.
Um abração e bom domingo.

domingo, julho 27, 2008  
Blogger valter ferraz said...

Adelino , meu querido amigo, obrigada pela minha parte.
O fato de ser avó, já é um privilégio, ainda com comemoração, é prá ficar feliz e agradecida à vida.
Um beijo

domingo, julho 27, 2008  
Blogger Aninha Pontes said...

Adelino, desculpe. O c omentário acima é meu, claro.
Saiu com o perfil do bem.
O beijo também é meu.

domingo, julho 27, 2008  
Anonymous DO said...

Elas merecem todas as homenagens,ADELINO.
Ainda que,neste mesmo dia,eu tenha perdido muito da paciencia que tenho com a minha...

Abraços e otima semana!

segunda-feira, julho 28, 2008  
Blogger Betinha said...

Olá meu amigo, obrigada pelo seu carinho...
Abração...

terça-feira, julho 29, 2008  
Blogger  said...

Linda imagem...Que todas possam saber a alegria que e´ser avó...só quem é sabe!!!
beijos

quarta-feira, julho 30, 2008  
Blogger Vivien Morgato : said...

Adoreiiii a imagem, maravilhosa.

quarta-feira, julho 30, 2008  
Blogger Jeanne said...

Obrigada, pq foi o meu dia, ganhei um abraço e um beijo muito doce!rsrsrs
Beijos :)

quarta-feira, julho 30, 2008  
Blogger Luci Lacey said...

Adelino

Post lindo.

E bom mesmo termos um dia em especial, e bom demais ter um neto.

Beijinhos

quarta-feira, julho 30, 2008  
Anonymous Adelino said...

Valter, desculpe-me a demora na resposta, mas valeu. Tem razão: prás vovós tudo de bom.
Grande abraço. Bom final de semana.

quinta-feira, julho 31, 2008  
Anonymous Adelino said...

Célia, nada a agradecer. Apenas uma sugestão, já que desenvolve tão bem o tema proposto.
Um abraço, obrigado pela sua presença constante. Bom final de semana.

quinta-feira, julho 31, 2008  
Anonymous Adelino said...

Maria Augusta, certamente os beijos foram recebidos com muita alegria.
Muito obrigado. Ótimo final de semana.

quinta-feira, julho 31, 2008  
Anonymous Adelino said...

Aninha, acontece. O que vale são as suas palavras sempre tão carinhosas, agregadoras.
Um beijo pelo seu dia.

quinta-feira, julho 31, 2008  
Anonymous Adelino said...

Do, tem de ter paciência com algumas vovós. Eu, como membro mais novo de família numerosa, tinha o "privilégio" de ser acordado de madrugada pela minha avó, pois ela queria saber que horas eram... Tinha receio de perder a Missa das sete. Eu não me zangava, apenas me divertia.
Grande abraço.

quinta-feira, julho 31, 2008  
Anonymous Adelino said...

De nada, Elizabeth, você todas merecem.
Abraços

quinta-feira, julho 31, 2008  
Anonymous Adelino said...

Vi, não sou avô, mas imagino a emoção de ter um ser que foi gerado por nós gerando outro. Muita emoção mesmo.
Beijos

quinta-feira, julho 31, 2008  
Anonymous Adelino said...

Vivien, pena que eu não tenha conseguido o nome do autor d tão expressiva imagem que compôs o post.
Abraços, e ótimo final de semana.

quinta-feira, julho 31, 2008  
Anonymous Adelino said...

Jeanne, como disse, vocês merecem.
As suas páginas continuam maravilhosas.
Abraços. Obrigado, ótimo final de semana.

quinta-feira, julho 31, 2008  
Anonymous Adelino said...

Luci, eu costumava pensar assim: quando uma mulher se torna mãe é uma campeão. Ora, quando se torna avó,então é bi-campeã.^E assim vai...
Um beijo. Ótima semana.

quinta-feira, julho 31, 2008  
Blogger Eduardo P.L. said...

Adelino,

obrigado pela inscrição no TERTÚLIA VIRTUAL. Agoa só falta o link na sua lista para todo mes você poder saber o TEMA do dia 15. Se puder coloque o banner! No Baner já contem o link.

Forte abraço

sexta-feira, agosto 01, 2008  
Blogger vivendo said...

OI, meu querido!!!!
parabéns pra vovós!!!!Eu sempre quis ter uma, mas não tive...quando nasci elas já tinham partido...beijo, Vivi

sexta-feira, agosto 01, 2008  
Anonymous Taty said...

Delicadíssimo o post.
E um feliz dia das vovós sempre!!
Bom fim de semana.
Um beijo!!

sábado, agosto 02, 2008  
Anonymous Bete said...

Ola querido
Obrigada pela visitas.
Viva as vovós do mundo!!!!!!
Bjs no coração

sábado, agosto 02, 2008  
Anonymous Adelino said...

Eduardo, foi uma honra para mim o seu convite. Agora só falta aguardar a inspiração...
Grande abraço, ótima semana. Com chuva, porque precisamos.

segunda-feira, agosto 04, 2008  
Anonymous Adelino said...

Viviane, suas avós se foram, mas as suas memórias certamente ficaram com pessoas de sua família. Por quê não resgatá-las em textos que poderão ser escritos por você própria? É um ótimo desafio, alguma pesquisa, tradição oral etc. Eu fiz alguma coisa parecida que acabou virando "best seller" (de "grátis", claro) na família...
Um beijo. Ótima semana.

segunda-feira, agosto 04, 2008  
Anonymous Adelino said...

Taty, as vovós de hoje são jovens, bonitas, inteligentes e têm vida mais longa e melhor do que as de antigamente. Pouco se falou na data, talvez por ter sido sábado, mas valeu.
Um beijo. Ótima semana.

segunda-feira, agosto 04, 2008  
Anonymous Adelino said...

É isto mesmo, Bete. Um Viva a todas as vovós.
Beijos. Uma ótima semana para vocês.

segunda-feira, agosto 04, 2008  
Anonymous Maria das Graças said...

Muitos tiveram avós queridas que já se foram para este céu todo estrelado, incorporando em uma estrela de primeira grandeza.
Faço minha homenagem a esta vovó, Cora Coralina nascida em Goiás que foi-se com 98 anos bem vividos.

Saber viver.

Não sei se a vida é curta...
Não sei...

se a vida é curta
ou longa demais para nós.

Mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas,

Muitas vezes basta sei,
colo que acolhe
braço que envolve
palavra que conforta,
silencio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia
amor que promove.

E isso não é coisa do outro mundo:
é o que dá sentido a vida
é o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa
verdadeira e pura...
Enquanto durar.

Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida,removendo pedras e plantando flores.
Cora Coralina.

domingo, maio 03, 2009  

Postar um comentário

<< Home