22 novembro 2008

JOHN KENNEDY (29/05/17-22/11/63)

Há 45 anos, nesta mesma data, numa sexta-feira, morria em Dallas, Texas, o jovem presidente americano, John Kennedy. Tudo o que tinha de ser divulgado sobre o inesperado acontecimento daquela tarde quente de novembro já foi feito, pelos menos oficialmente. São datas que não devem cair no esquecimento, para que saibamos sempre que neste mundo tudo é possível, e a qualquer momento.
(Imagem colhida no Google)

39 Comments:

Blogger valter ferraz said...

Adelino,
post atual e mais que oportuno.
A humanidade não aprende com os próprios erros e é preciso que sempre tenhamos em mente o quanto cruel podemos ser.
Bom final de semana,
Forte abraço

sábado, novembro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Valter, sabe de uma coisa? Hoje de manhã eu estava seriamente decidido a dar um "stop" no meu blog por tempo indeterminado. Foi quando li um seu comentário no Perplexo, e comentários de Vitória e Ery. Recomendavam que, quando o tempo era curto ou a inspiração faltava, era possível apresentar um post "já postado", com uma nova moldagem.
Foi o que fiz com o de hoje, que, como você disse, acabou sendo oportuno.
Um grande abraço. Feliz final de semana.

sábado, novembro 22, 2008  
Blogger Jeanne said...

Ah, amigo, não nos deixe sem seus posts, nem que seja para fazer algo como o de hoje, ou deixar um recadinho, sempre vale a pena.
O presidente Kennedy era muito querido e popular, lembro que foi uma comoção o seu assassinato.
Mas Deus sabe o que faz e nada é em vão nesta vida...
Beijos

sábado, novembro 22, 2008  
Blogger sonia a. mascaro said...

Adelino, eu me lembro exatamente desse dia e aonde estava nesse momento. Foi um choque geral! Importante você ter feito este post, para não deixar passar em branco esse trágico acontecimento.

Sabe que eu também tenho pensado em dar um tempo no blog... depois de 3 anos, a gente fica meio sem assunto... Repostar um post é uma boa idéia, porque nem todos os visitantes viram todos os nossos posts.
Um bom domingo para você e Claudia.
Bjs.

sábado, novembro 22, 2008  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Sim, nesse mundo tudo é possível, a lembrança desse grande homem e sua maravilhosa mulher jamais será esquecida.

lindo dia querido amigo
beijos

domingo, novembro 23, 2008  
Blogger Luci Lacey said...

Adelino

Grande presidente, muito invejado dentro do proprio pais ...

Adelino, por favor, deixe de tolice e nao se afaste de nos.

Amo seus post's.

Beijinhos, bom domingo e boa semana.

domingo, novembro 23, 2008  
Anonymous Maria Augusta said...

Adelino, que belo casal eles formavam, mas quanta coisa havia atrás das aparências, tanto na esfera pessoal como na do poder! E como este crime pôde ficar sem solução até hoje, não é mesmo? Bela postagem!
Quanto a dar um tempo no blog, também estou pensando nisto há algum tempo, só não o fiz ainda porque não quero perder contato com os outros blogueiros, este diálogo mesmo virtual nos enriquece tanto.
Um grande abraço.

domingo, novembro 23, 2008  
Blogger Eduardo P.L said...

Adelino,

RESISTA! Blogar é preciso!
Oportuna e justa homenagem a esse casal que deixou saudades!

Forte abraço

domingo, novembro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Jeanne, pensei mesmo em me afastar um pouco, mas a sugestão de Ery e Vitória para o Valter foi muito boa. Uma das minhas blogueiras favoritas, a Helô, falava muito em “requentar matérias”. Experimentei e acho que é bom. Nem sempre, senão enjoa...
Beijos. Feliz domingo pra nós... vascaínos e rubro-negros.

domingo, novembro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Sonia, foi chocante mesmo. Na ocasião o assassinato foi filmado ocasionalmente por uma amador, Abraham Zapruder, usando uma Bell & Howell, 8mm, em cores. O filme, sei porque eu tinha uma, durava cerca de 190 segundos. Serviu para o FBI tirar as suas conclusões, apesar de não ter som. Já imaginou se fosse hoje? Câmeras de todos os lados e de todos os lugares, até mesmo dentro do chapéu do motorista... E quem sabe até dentro do tal depósito de livros?
Sobre dar um tempo, não faça isso, Sonia. Eu pensei, e também cheguei à conclusão que tem gente – parentes meus mesmo – que não sabem que num simples toque podem ver todos os post publicados.
Ótimo domingo para você. Claudia manda agradecer sempre.

domingo, novembro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Pois é, Márcia, apesar de os jornais hoje nem relembrarem um fato tão importante, se não fosse também chocante. Aliás, coisa mesmo de americanos.
Um lindo dia também pra você, Márcia. Feliz semana.

domingo, novembro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Luci, eu não me afastaria, e se o fizesse seria apenas por pouco tempo. Mas depois do conselho de Vitória e Ery ao Valter, vi que não é necessário.
Muito obrigado, Luci, beijos para vocês também e que tenhamos um ótimo domingo.

domingo, novembro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Maria Augusta, acho que era o casal mais simpático que a Casa Branca “hospedou”. Mas eu também penso que 80% do que mostravam exteriormente eram “de fachada”. Já li e vi muitos documentários sobre os Kennedy, claro que não sabemos até onde é verdade, mas tudo bem. Tem aqueles casos com a Marilyn Monroe não esclarecidos. O cunhado Peter Lawford, um ator abaixo de medíocre, cunhado deles, segundo contam, promovia muitas “festinhas” por lá. E o próprio chefe do clã era meio estravagante. Americano parece que gosta de “emoções fortes”...
Maria Augusta, sobre desistir, se quiser, leia os meus comentários anteriores desta postagem. Ali tem uma sugestão boa, que atende o que pretendemos.
Um abraço fraterno. Um ótimo domingo e próxima semana.

domingo, novembro 23, 2008  
Anonymous Anônimo said...

Valeu, Eduardo. Navegar é preciso, blogar é preciso. Concordo.
Um ótimo domingo para você.
Abraços.

domingo, novembro 23, 2008  
Anonymous Adelino said...

Anônimo não: ADELINO.
Abs

domingo, novembro 23, 2008  
Blogger maristela said...

Oi, Adelino. Cada vez que vejo a cena de John JOhn batendo continência para o pai, no velório, me dá uma tristeza e a certeza de que tudo é muito rápido - nem o filho mais existe. abração

domingo, novembro 23, 2008  
Blogger Aninha Pontes said...

Adelino querido, o post foi perfeito.
Mas o que mais mexeu com todos nós, foi essa história de dar um tempo.
Como todos, te digo, nada disso.
Já não sabemos ficar sem vir aqui ver o que vc buscou para nós.
Não dá para perder contato com tanta gente querida.
Faça à sua maneira, quando der.
Afinal dia 23/12 está aí, e dois anos de Mais ou Menos Nostalgia, nos enriqueceu muito.
Um beijo e boa semana.

domingo, novembro 23, 2008  
Anonymous Gaspar de Jesus said...

Caro ADELINO
Eu sou novato nestas coisas da Blogosfera, nem sequer posso prever como me sentirei daqui a dois anos.
Mas considero que a minha vida ficou mais interessante desde que me vejo envolvido no Arte Fotográfica, rodeado de AMIGOS, ainda que virtuais quase todos.
Acho que faz muito bem em ir ao baú, e tirar de lá coisas mais antigas, até porque como diz o povo "recordar é viver".
Gostei desta sua postagem de hoje!
Já lá vão 45 anos... como o tempo passa...
No meu caso, lembro-me bem! tinha entrado para o Exército português em 29 de Julho e em Novembro estava já a tirar a especialidade de Operador de Informação das Transmissões Militares, no Polígno Militar de Tancos - Santarém.
Eramos um grupo pequeno, trinta a quarenta homens, e recordo-me também da consternação geral quando vimos pela TV o relato do acontecimento.
No ano a seguir 1964 separamo-nos, uns quantos para Angola, outros tantos para Moçambique, ainda alguns para a Guiné-Bissau, Timor, Macau etc.
Regressamos à vida civil quase todos (perdemos um companheiro na Guiné).
Volvidos alguns anos, já estabilizados na vida, e com os filhos crescidos, começamos como loucos à procura uns dos outros...!!!, alguns já não estavam entre nós, outros desapareceram entretanto, os que ainda cá estão mantêm intactos os laços de amizade que se formaram à quarenta e cinco anos atrás,na tristemente célebre Guerra Colonial.
Boa semana para o Adelino e desculpe-me se abusei da sua paciência.
Gaspar de Jesus

domingo, novembro 23, 2008  
Blogger Janaina Amado said...

Me lembro como se fosse hoje. Linda foto.

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Blogger Georgia said...

Adelino, post passados com nova roupagens sao sempre bem vindos. Até porque a nossa memória é fraca e esquecemos muitas coisas entao é sempre bom revermos, relermos.
Nada de parar, como ficamos sem vc por aqui?

Um abraco grande em você

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Anonymous DO said...

O tempo passa rapido,não é?

Grande abraço,Adelino!!

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Blogger Georgia said...

Tá vendo, fiquei tao envolvida com o assunto do seu stop por aqui que nem comentei o post. Eu era muito pequena, tinha 2 anos, só soube mais tarde na escola. Lamentei por ele morrer tao jovem e um absurdo que ninguém até hoje desvendou o caso.

Abracos

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Maristela, eu tenho um documentário que gravei da TV Bandeirantes há alguns anos, narrado por Heron Domingues e Gaspar Coelho. É simplesmente emocionante. Mostram o cortejo fúnebre desde a Casa Branca até o Cemitério de Arlington.
Essa cena à que se refere, a da continência de John John, é muito comovente.
Um abraçao. Ótima semana para você.

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ana, pois é, eu pensei mesmo, mas a solução apresentada por Ery e Vitória me animaram mais. Não é que falta assunto, mas tem muitas coisas que podemos apresentar com uma roupagem nova, com informações complementares. Além disso, tem novos leitores que não tomaram conhecimento de post antigos. Obrigado por ter se lembrado do 23/12/2008. Dois anos, quem diria...
Um beijo. Uma feliz semana para vocês. Aqui no Rio, por incrível que pareeça faz frio e chove...

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Meu caro Gaspar: você tem uma história de vida muito bonita, rica em acontecimentos importantes, curiosos. Nunca pensou em colocar tudo isto numa espécie de “memórias”? Não deixe que isso se perca no tempo. São testumunhos valiosos para nossos filhos/netos/bisnetos... Pense nisso, que vale a pena. Nem que seja para ficar apenas para nossos familiares.
E nem pense que você se alongou no assunto. Pode comentar o quanto quiser, ainda mais com uma história de vida tão marcante. Volte sempre. Valeu mesmo. Senti-me honrado com a sua presença.
Uma ótima semana para você.
PS – O meu Vasco poderia ter vencido o São Paulo até por uma diferença grande de gols, mas a especialidade de seus “atacantes” não é fazer gols. É perdê-los. Parece até sabotagem de alguns craques, no que em absoluto não creio. É incompetência mesmo.

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Janaina, no ano passado, em 21/11/2007, fiz um post mais detalhado sobre o caso Kennedy. Se interessar lá vai:

http://maisoumenosnostalgia.blogspot.com/2007/11/em-22-de-novembro-de-1963-cheguei-em.html

Um abraço. Feliz semana.

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Georgia, muito obrigado pelas suas palavras de incentivo. Parece que “repostagem” é uma boa solução. Como eu disse à Janaína, no ano passado o post foi bem melhor do que este, mais informativo, com bons depoimentos pessoais. Se quiser ver está aí:
http://maisoumenosnostalgia.blogspot.com/2007/11/em-22-de-novembro-de-1963-cheguei-em.html
Um abraço, muito grato, feliz semana.

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Do, e como passa o tempo... Se vivo estivesse o John Kennedy estaria hoje com 91 anos.
Grande abraço. Feliz semana.

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Georgia, nos States esses fatos ficam sempre meio nebulosos.
Desvendar, desvendaram, mas em versões oficiais. O resto é "especulação", mas isso de nada adianta. Uns três anos depois eu li um livro resumindo o famoso Relatório Warren. Tem explicação para tudo.

Existe uma série enorme de grandes coincidências entre Kennedy e Lincoln, ambos assassinados. Se eu encontrar coloco aqui num comentário. É impressionante.
Abraços. Feliz semana.

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Blogger Lord Broken Pottery said...

Adelino,
Existem coisas que ficam marcadas na vida da gente. Lembro do dia, da hora em que soube, do que estava fazendo.
Grande abraço

segunda-feira, novembro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Lord, os fatos importantes sejam de ordem pessoal ou não, nos permitem lembrar dia, hora e até minuto em que aconteceram. Foi o caso do 22/11/1963. Quando fiz o post do ano passado tive oportunidade de relatar meu sentimento pessoal com relação ao crime de Dallas.
Um grande abraço.

terça-feira, novembro 25, 2008  
Blogger valter ferraz said...

ADELINO,
comentário fora do contexto:
o que se passa que aparecem vários posts no "buscador" do google, o último marca há tres horas atrás e quando chego aqui está sempre esse?
Estaria salvando como rascunho?

terça-feira, novembro 25, 2008  
Blogger Eduardo P.L said...

Adelino,

antes tarde do que nunca! Mas cá esta a resposta à sua pergunta sobre comunicar o tema da Tertulia com mais tempo! Tem sido sim comunicado com MUITO tempo de antecedência, lá na Central De Relacionamento Do TERTÚLIA VIRTUAL. Tanto que dia 16 o jorge já anunciou o tema para 15 de Dezembro, com quase 30 dias de antecedência! Será: BRASIL.
Não se diga que não houve tempo para se preparar uma postagem!
Qualquer outra informação ou dúvida, disponha!

Forte abraço

terça-feira, novembro 25, 2008  
Anonymous Adelino said...

Valter, eu ia pedir ajuda aos universitários, mas aquela dica de vocês deve funcionar.
Um grande abraço.

quarta-feira, novembro 26, 2008  
Anonymous Adelino said...

Calma, EDUARDO, eu não sabia que o Tertúlia tem Central de Relacionamento. Tem aquelas opções de "digite 1, 2, 3" também? Por que não põe o Valter Ferraz na divulgação? rrss...
Abraços. Feliz quarta-feira.

quarta-feira, novembro 26, 2008  
Blogger valter said...

Adelino,
parece que não surtiu efeito a nossa dica, né?
Bom, isso não atrapalha em nada. A gente vem aqui e confere todo dia e pronto.
Quanto á tua sugestão ao Eduardo, sei não. Acho que estou na "lista negra" dele, não iria funcionar.
Forte abraço

quinta-feira, novembro 27, 2008  
Anonymous Adelino said...

Valter, é verdade, não funcionou, mas não tem problema.
Quanto a divulgação, não creio que você esteja na "lista negra" do Eduardo. Está em que site?! De repente estou nela também e nem sei...
Um grande abraço.

PS para o EDUARDO: não ligue para as nossas brincadeiras, ok?

quinta-feira, novembro 27, 2008  
Blogger Eduardo P.L said...

Meu caro VALTER e Adelino, eu não tenho tempo para fazer LISTAS NEGRAS...rsrsrs 19 blogs ativos ( ou quase...) não dão muito tempo para pensar em bobagens ( só em blogagem) ! Agora quem não quer participar das "brincadeiras" da blogosfera não sou eu. Eu convido, me esforço e se não aceitam, paciência! Fiquem reclamando da vida!
Este comentário serve de desabafo!DEesculpe faze-lo aqui Adelino.Você não tem nada com isso!Foram três bons amigos que sumiram. Não fui eu quem provocou o sumiço, mas aceito as ausências como forma de protesto. Lamento muito.

sábado, novembro 29, 2008  
Anonymous Adelino said...

Tudo bem, Eduardo. Somente hoje vi o seu comentário (ano seguinte...) Realmente nem seu do que se trata, mas isto aqui é uma tribuna livre... O seu recado está dado. Como diria aquele produtor musical: "A benção pra quem é de abenção...".
Um grande abraço.

quinta-feira, janeiro 01, 2009  

Postar um comentário

<< Home