19 outubro 2008

DESAFIO: OITO SONHOS...

--------------------------------------------------------------------
A EUGÊNIA FRANCO me convidou para participar de uma "brincadeira" na qual deverei:
1) Relacionar oito sonhos que terei de realizar antes de “me encontrar” com o Criador;
2) Convidar oito amigos blogueiros para atender ao mesmo desafio...
3) Comentar no blog dos amigos “convidados”...

Não sei se tenho tantos sonhos a realizar. Acho que não conseguirei relacionar três, muito menos oito.... Em todo caso, como não fujo a responsabilidades, vejamos os meus:
1 - Visitar a minha cidade natal onde passei minha infância e parte da adolescência é um deles. Este sonho tem desdobramentos: rever o Grupo Escolar em que fiz o Curso Primário, rever o querido Colégio Diocesano... Rever as casas onde morei, sentir o cheiro das plantas e da terra vermelha... E se possível – se não for um sonho muito difícil – ser surpreendido por uma rápida e fria chuva de verão... e que consiga ver uma seriema correndo por entre a vegetação rasteira e retorcida do cerrado...
2 - O segundo sonho só com o Criador quando com Ele me encontrar um dia...
É só. Espero não ter decepcionado à amiga Eugênia, pois não tive nenhuma intenção de fugir à pergunta da sua "promoção". Passo rapidamente então a "bola' para os seguintes amigos:
Boa sorte a todos os "contemplados"... Se algum deles já foi indicado por outro amigo, fica dispensado de atender ao meu convite...

40 Comments:

Anonymous Bete said...

OI Adelino
Vou responder sim.
Obrigada e espero que seus sonhos sejam realizados( hum!!! cheiro de terra molhada. Uma delícia!!!)
Bjs

domingo, outubro 19, 2008  
Blogger Aninha Pontes said...

Adelino querido:
Não estou tão atrapalhada assim, que não possa aceitar seu desafio.
Gostei, e prometo vou fazer.
Adorei seus sonhos simples.
Os meus também não têm nada de sofisticação.
Taí, vou fazer.
Um beijo e uma ótima semana.

domingo, outubro 19, 2008  
Blogger sonia a. mascaro said...

Adelino, você é um poeta! A descrição do seu primeiro sonho é pura poesia! Qual a sua cidade natal? Me desculpe, acho que você já se referiu a ela, penso que é em Minas Gerais, mas não me lembro do nome...
Bjs.

segunda-feira, outubro 20, 2008  
Blogger Maria Augusta said...

Adelino, o cheiro da terra molhada é realmente maravilhoso...principalmente quando é nossa terra natal.
Um grande abraço.

segunda-feira, outubro 20, 2008  
Blogger Yvonne said...

Adelino, vou escrever sim, só não sei quando, porque eu estou meio carente de sonhos no momento.
Beijocas

segunda-feira, outubro 20, 2008  
Blogger Elma Carneiro said...

Obrigada por fazer parte de sua escolha.
Vou sim dar uma atenção especial aos meus sonhos e tentar descrevê-los.
Sua paisagem demonstra bem onde moram seus sonhos. È o nosso ambiente do cerrado de árvores retorcidas e baixas.
Os igarapés, chamados de córregos, mas resumidos para “corgo”, você deve saber – na beira deles podem ser encontrados os barrancos de terra vermelha, sentar-se neles para pescar alguns lambaris ou bagres, e dali mesmo na parte mais úmida, encontram-se as minhocas para isca. Já fez isso? Ôôô trem bão sô.
Seus sonhos são maravilhosos e são frutos da sua alma de criança, vividos nessa região.
Aliás, nossa infância é sempre lembrada com associações feitas da nossa pureza e inocência, por isso são tão belos e simples.
Desejo que você realize seus oito sonhos e com certeza que o canto da seriema não mudou em nada.
Bjs

segunda-feira, outubro 20, 2008  
Blogger Saia Curta said...

ADELINO QUERIDO AMIGO, COMO NÃO TE RESPONDER , INCLUSIVE ESTÁ NO MEU BLOG. DÁ UM PULINHO LÁ. AGRADEÇO O CONVITE. TERÁS UMA SURPRESA QUANDO VISITAR O MEU BLOG.
GRANDE BEIJO
BOA SEMANA

segunda-feira, outubro 20, 2008  
Blogger Saia Curta said...

OLÁ ADELINO , EU TAMBÉM ACREDITO QUE O CONTROLE ESTÁ NUM PLANEJAMENTO FAMILIAR, POIS NÃO ADIANTA CRIAR CRECHES, HOSPITAIS, A DEMANDA É MUITO GRANDE . TEMOS É QUE COMEÇAR A EDUCAR NOSSOS FILHOS A TER UMA VIDA COM PLANEJAMENTO, FILHOS NÃO É SÓ COLOCARMOS NO MUNDO E SIM EDUCÁ-LOS PARA QUE POSSA VIVER NUMA SOCIEDADE DIGNAMENTE. FALO ISSO TODO DIA PARA MEUS FILHOS. TENHO UM RAPAZ DE 20 ANOS E UMA MOÇA DE 15 ANOS. EU CUMPRI COM A MINHA PARTE E VOCÊS TEM QUE FAZER O DE VOCÊS, SOMENTE TER FILHOS QUANDO REALMENTE PUDER EDUCÁ-LOS.
ME COLOCO COMO EXEMPLO, E MOSTRO AS FAMÍLIAS NUMEROSAS, QUE FICAM A ESPERA QUE O GOVERNO FAÇA ISSO OU AQUILO. ESSA É A REALIDADE...
MEU FILHO DE 20 ESTÁ TERMINANDO A FACULDADE DE TURISMO, PORÉM ELE TEM MUITOS AMIGOS QUE ATÉ HOJE AINDA NEM ENTRARAM NA FACULDADE.
EU MOSTRO ISSO PRA ELES. BEM ESPERO ESTAR PELO MENOS CUMPINDO UM POUQUINHO DA MINHA PARTE..
GRANDE BEIJO
E BOA SEMANA
N@N@

segunda-feira, outubro 20, 2008  
Anonymous DO said...

ADELINO

Desculpe o comentário padrão,mas hoje é dia de festa por lá e conto com os amigos ( as ) como vc para fazer parte dela.

Abração!!

segunda-feira, outubro 20, 2008  
Blogger Ery Roberto Corrêa said...

Obrigado pelo convite Adelino. Vou relacionar meus sonhos e fazer o post para cumprir a missão. Acho que vou me divertir.
Abração.

segunda-feira, outubro 20, 2008  
Blogger Elma Carneiro said...

Adelino
Tem um canto de Seriema no Caliandra do Cerrado para você relembrar.
Vou organizar meus sonhos e depois faço a postagem.
Bjs

segunda-feira, outubro 20, 2008  
Blogger Georgia said...

Adelino, obrigada por ter passado esse Meme. Geralmente nao respondo a memes, pois nao posto todos os dias e ai eu acabo esquecendo.
Mas como nao atender a um chamado seu?

Acredito que sua infância tenha sido muito, mas muito feliz assim como a minha. Por isso o desejo de voltar. Vim aqui te dizer que já postei o seu meme e dizer que adorei fazê-lo.

Bom dia!!!

terça-feira, outubro 21, 2008  
Blogger valter ferraz said...

Adelino,
também acho oito sonhos muita coisa. Uns dois ou três, só para correr atrás e olhe lá, hein?
Abraço forte

terça-feira, outubro 21, 2008  
Anonymous Adelino said...

Bete, fique à vontade. Nem todo sonho pode ou deve ser revelado.
Beijos.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ana, o bom mesmo é sonhar sonhos realizáveis, simples. O resto fica por conta do Criador.
Um beijo. Feliz resto de semana.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Sonia, por etapas:
1 - Bondade sua, claro. Escrevo simples e o que sinto, somente isso;
2 - Minha cidade natal é Uberaba, Triângulo Mineiro, MG, um município que faz divisa com o Estado de São Paulo. Uma região de história muito bonita. Moro no Rio há 51 anos;
3 - Fiz um post para a minha cidade natal de Uberaba, em 23/03/2007.
Beijos

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

É verdade, Maria Augusta. Lembro-me bem quando minha mãe, aos primeiros pingos grossos de uma chuva de verão, gritava para nós que brincávamos no quintal:
- Pra dentro todo mundo!! Esse cheiro de terra molhada não deve fazer bem pra vocês.
Eram os cuidados de mãe zelosa. Mal sabia ela que aquele cheirinho de poeira molhada nos fazia um bem danado tanto que dela não nos esquecemos...
Valeu, Maria Augusta.
Beijos.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Yvonne, não tenha pressa. Conte-os quando quiser. Estaremos lá lendo-os...
Bjks

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Blogger sonia a. mascaro said...

Adelino,
Obrigada! Acabei de receber por e-mail o link para o seu post sobre Uberaba, sua cidade natal, que conheço muito de nome. Já vou lê-lo!
Bjs.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Elma, ótimo que tenha gostado da indicação.
O cenário dos sonhos é o mesmo: região Centro-Oeste do Brasil.

Na minha cidade falávamos “corgo” mesmo, bem lembrado. A casa em que morávamos tinha um quintal de uns 100m de comprimento, aliás, todas as casas da rua tinham, e terminavam nesse “corgo”... As águas eram límpidas, dava até pra pescar. Tempos depois, alguns caminhões começaram a despejar dentro dele manilhas gigantescas, cerca de 3m de diâmetro. Canalizaram o nosso “rio”. Hoje é uma imensa avenida asfaltada que esconde muito de nossos sonhos e ilusões de crianças que éramos.
E as terras vermelhas? Quando víamos alguém perfurando algum poço, ficávamos ali próximos, pois de lá saía uma massa vermelha (argila). Os meninos moldavam batmans e superhomens. As meninas, bonecas desengonçadas, dizíamos...

Então, Elma, um sonho fácil de ser realizado. Quanto às seriemas, resta saber se o desmatamento deixou alguma delas como modelo. Se não, pelo menos o canto de uma estará "vivo" no excelente Caliandra do Cerrado...
Brijos. Obrigado.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Adriana, gostei imensamente do seu post. Li várias vezes. Fiquei satisfeito de ter proporcionado a você um retorno à infância. Você citou várias brincadeiras curiosas com uma perfeição incrível. Parece que estávamos vendo suas peraltices. Vou comentar mais lá no “Saia Curta´s Blogspot”...
Um beijo.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Adriana, muito bom te ver abordando de forma clara, objetiva e corajosa com um depoimento pessoal, o tema proposto no Saia Curta´s desta semana (post sobre o Dia Mundial da Alimentação, 18/10/08).
Acho que foi um assunto que passou despercebido por muitos bloggers, entre eles eu. Merece ser visitado.
Beijos.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Do, fui lá, te dei os parabéns, comi bolo, bebi Coca-Cola, cantei parabéns. Você merece. Seis anos no ar sem deixar a peteca cair é uma proeza que merece elogios. E mantendo o ótimo nivel da "programação"...
Um grande abraço.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ery, nosso "blogueiro-guia", passei o tema pra você na certeza de que coisa muito boa vem por aí. Não tenha pressa.
Grande abraço.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Elma, já ouvi, estou ouvindo e colocando para que outros ouçam. Belo trabalho. Fiquei orgulhoso com a homenagem. Como disse ao Carlos, e você confirmou, seriemas existem em toda a América do Sul, mas nenhuma delas canta como cantam as do nosso cerrado...
Um beijo. Obrigado.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Georgia, li com bastante interesse o relato de seus sonhos. Comentarei lá mesmo, caso contrário a capacidade da minha caixa se esgota agora mesmo...
Valeu, abraços.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Concordo, meu caro Valter. É muito sonho pra sonhar. Uns dois já bastam. E ainda seus desdobramentos.
Valeu, Valter. Grande abraço.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ok, Sonia. Obrigado pelo interesse. Divirta-se, é uma história interessante.
Vale a pena...
Beijos.

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Blogger Elma Carneiro said...

Adelino
Você tem o link sobre o seu post de Uberaba? gostaria muito de ver.
E... você notou que a seriema que canta é mineira de Tapira?
bjs

quarta-feira, outubro 22, 2008  
Anonymous Adelino said...

Elma, o link é este. Está no mês de março/2007, dia 23. Claro, a seriema só cantava bem porque era mineiríssima...
Beijos


http://maisoumenosnostalgia.blogspot.com/2007_03_01_archive.html

quinta-feira, outubro 23, 2008  
Anonymous dácio jaegger said...

Feliz daquele que pode sonhar e realizar se não todos, pelo menos uma parte. Um abraço.

quinta-feira, outubro 23, 2008  
Blogger Luci Lacey said...

Adelino

A terra natal, e como se fosse a nossa cara metade nao eh?

Lindo Adelino.

Beijinhos e bom final de semana.

sexta-feira, outubro 24, 2008  
Blogger vivendo said...

Adelino!!!
passamos para um beijo!!!Saudades de vc!!Quer dizer que vc é de Uberaba?!!Tenho uma grande amiga aqui que é de Araguari...Vc puxa no R?Ou já está no Rio há tanto tempo que fala com xis...
Te contar uma coisinha. Eu marido e bebêfomos ao hortifruti outro dia. Um burburinho, um frisson no mercado...é que o rapaz estava arrumando as jabuticabas...todo mundo que passava não resistia e pegava uma e ficava suspirando...beijo, Vivi e bebê

sexta-feira, outubro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Então, Dácio, os sonhos não realizados eram irrealizáveis. Seria isto?
Grande abraço. Obrigado pela sua presença. Ótimo final de semana.

sexta-feira, outubro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

É sim, Luci. São também como filhos. Podemos criticá-los, mas não admitimos que outros o façam.
Um beijo, e bom final de semana.

sexta-feira, outubro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Viviane, nasci em Uberaba, MG. Moro no Rio há 50 e poucos anos. O único mineiro da minha família sou eu... Dizem que não perdi muito do sotaque...

Tenho uma amiga muito querida que nasceu em Ituverava (SP), do outro lado do Rio Grande. Nós costumamos dizer que somos descendentes dos índios caiapós que, segundo os historiadores, teriam habitado aquela região. As margens do Rio Grande foram palco de "batalhas" entre pauistas e mineiros na Revolução Constitucionalista de 1932. Existe uma ponte de ferro (atualmente quase desativada) que liga SP a MG. Até o final da década de 50 era comum encontrar no chão, encobertas pela terra, cápsulas de balas utilizadas nos combates.
Foi também local de passagem dos bandeirantes que avançavam para o Oeste de MG à cata de ouro e outras riquezas. E, curiosamente, não sei se já disse, o Triângulo já pertenceu a dois outros estados brasileiros diferentes: GO e SP.
Quase que a Constituição de 1988 criava um novo Estado brasileiro.

Jabuticada. Você não sabe de nada, Viviane, quando crianças saboreávamos jubuticadas nos próprios pés... O resultado de ter os "olhos maiores do que a barriga" vinha depois: óleo de rícino purinho... O engraçado é que resolvia...
Viviane, um beijo. Outro para o bebê. Um abraço pra vocês todos.
Feliz final de semana.

sexta-feira, outubro 24, 2008  
Blogger vitoria said...

Oi Adelino,já vi que temos muitos amigos em comum,além da Ana ,minha amiga real.
Obrigada pela tua visita.Sabes como levanta a moral ter visitas qd se está doidói,kkkk.
Volta sempre,pois amigo da Ana é meu amigo tbm.Um abraço.

sexta-feira, outubro 24, 2008  
Anonymous Grace Olsson said...

Adelino, antes de comentar seu post, agradeco desde já seu comentário em meu blog.
Sempre venho aqui mas nao comento. Por quÊ?nEM SEI, AO CERTO.
SONHOS?TENHO MUITOS...MAS O MAIOR DELES É CONSEGUIR ME FIRMAR COMO FOTÓGRAFA E COM A MINHA ARTE PODER MOSTRAR A REALIDADE SIMPLES DO DIA A DIA PORQ UE A FOTOGRAFIA ME MOSTROU QUE A VIDA É PURA SIMPLICIDADE.
Mas, o que eu gostaria mesmo é de,antes de encontrar o Criador fazer mais por quem tem menos do que eu. Por que eu descobri recentemente que viver é simplesmente A ARTE DE SE DOAR.
BJS E DIAS FELIZES, SEMPRE!

sexta-feira, outubro 24, 2008  
Anonymous Adelino said...

Vitoria, desculpe-me pela demora em responder ao seu gentil comentário. A Ana é mesmo uma pessoa especial, sempre agregando novos amigos especiais aos que já temos.
Um grande abraço. Feliz quarta-feira.

terça-feira, novembro 04, 2008  
Anonymous Adelino said...

Grace Olsson, as suas fotos são maravilhosas. Quando você diz que espera se firmar como fotógrafa naturalmente é porque ainda não conseguiu "clicar" aquela que para você seria a sua "obra prima".

É um grande e nobilíssimo desejo o de querer fazer alguma coisa pelos que têm menos do que você.
Um beijo, e também para você dias muito felizes.

terça-feira, novembro 04, 2008  

Postar um comentário

<< Home