08 março 2008

BLOGAGEM COLETIVA (08/03)

Prazerosamente fazemos hoje parte da blogagem coletiva "PELA VALORIZAÇÃO DA MULHER BRASILEIRA".

"Essa valorização será tão maior quando elas, poucas é verdade, mas barulhentas, entenderem que o sucesso não deve ser obtido ou buscado a qualquer preço. "

34 Comments:

OpenID universodesconexo said...

E as questoes da mulher ? Objetivo da coletiva.

Fica para outro post ?

Volto mais tarde.

bjs
Lys

sábado, março 08, 2008  
Anonymous DO said...

Sabias e verdadeiras palavras.

:)

Abração,ADELINO,e um otimo fds à vc.

sábado, março 08, 2008  
Anonymous Adelino said...

Lys, não sei se leu o meu comentário no "universodesconexo", mas achei aquele debate um dos "melhores momentos da blogosfera". Foi um Simpósio, uma Conferência de altíssimo nível, concordâncias e discordâncias feitas na maior cortesia, enfim, cheguei até a imprimi-lo para apreciar melhor. Não participei dele porque cheguei atrasado, apenas me identifiquei com opiniões. Mas o motivo do atraso foi justo, pode crer. Não farei outro post. Acho que você está conduzindo maravilhosamente bem a blogagem coletiva, da qual participei com orgulho, e não gostaria de trazer para cá, quem sou eu, um debate sobre assunto de tamanha importância. Não teria a mesma repercussão.
Lys, não sei se teve tempo de ler todos os blogs participantes (mais de 200), mas fiz minhas as palavras da Ana Pontes (Meu jeito de ser), que em resumo afirma que se cada um(a) fizer a sua parte, o que seria um trabalho de base, e por isso mesmo de resultados mais concretos a médio prazo, tudo seria melhor. Mais de meio caminho percorrido.

Você, Lys, disse mais ou menos ´enganam-se as mulheres que se contentam com o que já conquistaram. Têm mais a conquistar, e se hoje podem fazer coisas que não faziam antes, devem isso a outras combatentes femininas de passado não tão recente´ (com foto). Líderes existirão sempre, em qualquer sociedade e setores dela, não é?

E as mulheres estão conquistando posições sim, em setores específicos. Certa vez fui criticado aqui mesmo ao dizer que se o mundo fosse governado/dirigido por mulheres as coisas estariam melhores. E ratifico o que disse. Acho, entretanto, que para a mulher, pela própria natureza, a maternidade, anatomia, personalidade etc, as conquistas tornam-se evidentemente mais difíceis mesmo. E isto é natural. E não há de ser leis ou MP´s que irão mudar isso. Tal como o racismo que existe dentro das pessoas, só não pode ser exercido, externado sob penas dos rigores das leis. É um fenômeno intrínseco.

Lys, espero que entenda.
Um beijo enorme pra você, um abraço para o seu marido, meus parabéns sinceros.
Adelino

sábado, março 08, 2008  
Blogger Sonia said...

Muito obrigada pela perfumada e gentil homenagem, Adelino!

Venha ver no Leaves of Grass a linda caricatura com a qual o Eduardo me presenteou!

Abraços!

sábado, março 08, 2008  
Anonymous Anônimo said...

Sonia, o Eduardo é genial.
Eu tinha visto uma foto sua com seus filhos, no antigo blog, e suspeitei também... Já fui lá ver.
Obrigado, um abraço, e até mais.
PS - Os parabéns estão lá no Leaves...

sábado, março 08, 2008  
Anonymous Adelino said...

Sonia, minhas desculpas. O ANÔNIMO sou eu mesmo: ADELINO.
Abraços

sábado, março 08, 2008  
Blogger Maria Augusta said...

Obrigada pela homenagem, Adelino. Os avanços das mulheres na direção de alcançar plenamente os direitos humanos devem continuar, mas não a qualquer preço.
Um abraço.

sábado, março 08, 2008  
Anonymous Adelino said...

Maria Augusta, eu não quis mudar a frase, mas é isso que você disse.
O seu post está um show. Meus parabéns por ele e pelo Dia de hoje.
Aliás, Maria Augusta, eu não fiz uma estatística ainda, mas parece que neste blog predomina maciçamente o "leitorado" feminino...
Um beijo

sábado, março 08, 2008  
Blogger Aninha Pontes said...

Adelino, parabéns pela frase tão completa.
Toda vez que temos que provar alguma coisa, é porque não temos certeza disso.
Digo todos os dias e repito aqui, sou feliz como mulher, não tenho nada a reinvindicar.
Fiz dos meus homens, aquilo que queria e esperava de um homem.
Companheiro, amor, amigo e amante.
Os filhos, tenho certeza que as mulheres que tiverem a sorte de tê-los como companheiros, vai ter a certeza que é merecedora de um grande prêmio. Criei filhos para serem homens, não machos, os machos, já tem o instinto, que faz parte de suas naturezas.
Prá mim, hoje é dia de comemoração, como um dia de aniversário, ou coisa parecida. Nada a reclamar, apenas a pedir que as mulheres façam o que lhes é imcubido, de educar bem seus filhos, e mostrarem à seus maridos, que dentro de casa começa o que se vai viver lá fora.
Um beijo, e obrigada por sua amizade e carinho.

sábado, março 08, 2008  
Blogger Luci Lacey said...

Adelino

Querido amigo.

Parabens pelo carinho das palavras e pela flor linda da sua postagem.

Aceito-a carinhosamente.

Vc e um homem sensivel.

Beijinhos

sábado, março 08, 2008  
Blogger Celia Rodrigues said...

Adelino, pequena frase mas cheia de significado. Que nossas conquistas sejam grandes o suficiente para nos fazer pessoas melhores e transformar quem nos cerca. Isso é o que realmente importa! Obrigada pelo abraço!

sábado, março 08, 2008  
Blogger Eduardo P.L. said...

Adelino,

gostei de ver você fazendo sua parte!
Muito bem!
Forte abraço, e bom fim de semana!

sábado, março 08, 2008  
Anonymous denise said...

Adelino,

É verdade, e muito apropriada esta frase. Não precisamos apelar, mas, em muitos casos, mulheres tiveram de se exceder para garantir seus direitos, não acha?
Obrigada pelo carinho lá no blog, e minha solidária e carinhosa homenagem a sua querida Léa, viu.
abraço, garoto

sábado, março 08, 2008  
Blogger vivendo said...

Adelino,
obrigada pela sua passagem lá no blog. E linda a rosa!Ótimas palavras. Um abraço para vc, amigo!Vivi

domingo, março 09, 2008  
Blogger Scliar said...

Adelino: o bacana da blogsfera é este espaço enorme que se abre para cada um colocar como entende, como vee e como sente o seu mundo e o dos outros, formando um universo complexo. E para que mais? E assim que vamos construindo pontes entre as diferencas e encontros. Bzus, bom inicio de semana.

domingo, março 09, 2008  
Blogger Cristiane said...

Caro amigo Adelino,
Saudades de você, saudades de vir aqui...rs

Como sempre amigo, a correria não me permite visitar os amigos com a frequência que eu queria...
Me sinto parabenizada e vou levando essa flor para mim tá? Rs...

E mesmo atrasada, quero te desejar felicidades e muita saúde pela passagem do seu aniversário, é sempre tempo de recomeçar, que a cada dia você tenha um recomeço!

Abraço carinhoso, uma semana iluminada, Cris...

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Do, acho que pulei seu comentário. Obrigado, e ótima semana.

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ana, muito obrigado. Acho que nos identificamos no comentário.
Muito obrigado, ótima semana.
Um beijo

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Luci, a flor eu "roubei"; não me lembro de quem ou de onde. Estava passando, eu a achei bonita, peguei um exemplar e o trouxe pra cá para homenagear as mulheres pelo seu dia.
Muito obrigado, ótima semana.

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Celia, conforme disse a Ana, o trabalho de "conquista", de valorização, tem de ser feito ou iniciado também, eu disse TAMBÉM na base. É incrível hoje você assistir a criancinhas, nem falo de adolescentes, cantando e dançando nas festinhas de aniversário letras e ritmos de gosto eu nem diria duvidoso, porque de tão explítos nada tem de duvidoso, é extemporâneo, ruim mesmo. Tudo sob o olhar orgulhoso dos pais...
Muito obrigado, Celia, e ótima semana.

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Eduardo, acho que dei a minha colaboração dentro do que entendi pela valorização da mulher.
Um grande abraço, e ótima semana.

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Certo, Denise, exceder sim, mas em certos setores, principalmente nos artísticos, esse excesso ou concessão (não sei se foi isso que quis dizer) muitas vezes também tem de ser exercido pelos oriundos do "sexo-homem".
Obrigado pela solidariedade, Denise. Parece que são simples palavras, mas não. Elas são importantes e muito.
Abraços, garota.

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Vivi, muito obrigado. Nada a agradecer. Visitar seu blog é um prazer.
Um abraço

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Scliar, fui ver os seus dois blogs, o Womarket e Humorácido, e gostei demais. Inteligentes. Vou ficar freguês, e vou linká-los logo mais.
Obrigado pela visita e volte sempre.
Abraços

segunda-feira, março 10, 2008  
Blogger Ricardo Rayol said...

Adelino, tu é um lorde. Eu me inspirei nos 47 do segundo tempo para publicar o post da blogagem mas se não tivesse feito nada perto de uma biblia e viessem me cutucar eu não ia deixar barato.

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Obrigado, Cristiane. Eu já disse lá, mas repito cá... Tenho aprendido muito no Fragmentos de Mim. Meus parabéns pelo seu ingresso na Faculdade, especializando-se naquilo que tanto gosta: História (com H bem maíusculo...) Você vai consolidar os seus conhecimentos sobre o
assunto. Sinceramente, fiquei feliz por você, que merece.
Beijos, e muito obrigado.

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

Ricardo Rayol, se não sabe, eu leio os seus blogs e os comentários que faz. Estes, por vezes curtos e incisivos. Gosto deles. Infelizmentee tenho a mania de escrever demais. Acho que o hábito vem do tempo das velhas Olivetti, Remington, Underwood...
Entendi o que disse. Lorde nem sempre, Ricardo...
Fiquei muito honrado coma sua visita, pode crer.
Um abraço e volte sempre.

segunda-feira, março 10, 2008  
Blogger Denise Sollami said...

Amei!

segunda-feira, março 10, 2008  
OpenID universodesconexo said...

Entendo perfeitamente sua posicao Adelino. Apenas esperava, com seu comentario la no Universo desconexo, esse que citaste aqui, que voce iria discutir algo do genero nesse dia que porpomos para a discussao. Mas como ja disse entendo sua posicao e respeito ela. Se nao queres escrever aqui es um direito seu obviamente.

Espero que no futuro eu tenha a oportunidade de entender melhor suas ideias. Vou colocar temas no universo desconexo para que voce possa comentar.

A frase eu entendo como uma critica ao movimento feminista. Posso estar equivocada. Me confirme isso pois estou fazendo um resumo do que esta sendo discutido na blogosfera e se for essa a sua intencao gostaria de colocar la.

Um beijao no coracao,
Lys

segunda-feira, março 10, 2008  
OpenID universodesconexo said...

Querido Adelino,

Um de nossos amigos em comum me alertou pelo fato de que fui muito dura no meu julgamento de sua participacao. Vim aqui rever a situacao e tentar entender melhor seu post para nao cometer esse equivoco.

Antes de qualquer coisa quero que saibas que voce eh uma pessoa muito querida e especial a quem estimo muito, portanto, nao interprete meu comentario como algo pessoal, apenas estou tentando descrever o que esta acontecendo na blogosfera para no final poder fazer uma estatisca com as pessoas que discutiram as causas feminitas e analizar todos os tipos de abordagem do tema que foi feita apenas para entender os interesses coletivos mais predominantes. Como voce mesmo alertou, eh importante entender os esforcos individuais e cabe a alguem tentar colocar isso em um coletivo. Estou tentando fazer isso mas a tarefa eh complicada meu amigo, mas estou me esforcando.

Mais uma vez amigo quero dizer que nao desqualifico sua participacao e se interpretei algo errado me alerte pois podemos mudar isso com carinho e companherismo, sentimentos que cultivo em relacao a voce. Peco desculpas caso tenha te magoado com algum comentario meu mas digo que meu comentario foi apenas rapido e nao tem nada por tras nas entrelinhas que eu queira dizer. Sou assim uma pessoa direta e que nao sei florear as coisas, tipico de um ser que se dedica a ciencia exatas. No entanto sei me retratar quando me equivoco e estou aqui para entender seu ponto de vista pois o considero importante, assim como considero importante cada post que foi publicado nessa coletiva.

Depois de ler tres vezes sua frase pensei em escrever algo como:

- Participou com uma rosa e uma frase com uma critica ao movimento feminista.

Voce acha que assim colocaria bem seu ponto de vista meu amigo ? Ou mais uma vez me equivoco ?

Muitos beijos,
Lys

segunda-feira, março 10, 2008  
Anonymous Adelino said...

"Essa valorização será tão maior quando elas, poucas é verdade, mas barulhentas, entenderem que o sucesso não deve ser obtido ou buscado a qualquer preço. " (Adelino, no post de 08/03/08)


“A frase eu entendo como uma critica ao movimento feminista.” (Lys, 10/03/08))


Querida Lys. Eu cheguei a escrever um texto enorme analisando os seus e também os meus comentários. Descobri, entretanto, que o cerne do “desentendimento” estava apenas no texto que coloquei logo abaixo da rosa, e que deu margem a dúbias interpretações. Abandonei tudo, e fiquei apenas com esta explicação, que espero, suficientemente clara: as mulheres “barulhentas” referidas no texto são aquelas que “buscam o sucesso a qualquer preço” e não as feministas, jamais diria isso. E quais são as “barulhentas”? São as que se expõem nas passarelas dos sambódromos inteiramente nuas, simulando incidente com suas indumentárias; as que posam para revistas masculinas em poses que nada têm de sensuais, mas de ridículas; das que sobem no palanque de um presidente da República sem as roupas íntimas; das que fazem sexo em público, e depois processam os paparazzi. Estas sim, fazem parte da tal ala “barulhenta” referida no texto. Barulhenta no sentido de que têm total cobertura dos meios de comunicação, dão entrevistas a jornais nacionais e estrangeiros, saem em capas de revistas, em clips do YouTube , são entrevistadas nos “jôs”, nos “faustões” e nos fantásticos...

No mais, ratifico o que já disse, e acrescento: o feminismo perde força na luta por direitos sociais iguais aos homens quando não combate também essa bancada feminina que busca o sucesso a qualquer preço. Ou não incrementa uma campanha cuja temática seja um trabalho de base junto à célula mais importante da sociedade que é a família.

Resumindo, e esperando não complicar mais... Admiro o movimento feminista, do qual você é uma digna representante, mas não admiro algumas feministas. E você não está entre estas, Lys.
No mais, sinceramente, eu entendi o seu comentário curto e ligeiro inaugurando o meu post. Vi logo que você estava apenas dando uma passada muito rápida (uma espécie de "revista") em todos os blogs que aderiram à blogagem coletiva “Valorização da Mulher Brasileira”.

Beijos, Lys.

terça-feira, março 11, 2008  
OpenID universodesconexo said...

Muito obrigada Adelino, agora entendi perfeitamente o quevoce queria dizer e vou corrigir la no resumao :)

Nao estou fazendo vistoria nao. Nao me preocupo com isso amigo. Quem quiser participar otimo, quem nao quiser otimo tambem. As pessoas sao livres e a coletiva nao eh uma obrigacao de forma alguma. Podes ver que alguns blogs que nao participaram nao deixei comentario algum. No seu ia voltar mais tarde porque de fato achei que ias continuar... com o que ? Segue abaixo:

Na verdade toda a confusao vem da pergunta ligeira que fiz... mas com tantos blogs para visitar cometi o equivoco de apelar para as entrelinhas e de fato nao sou boa nisso. Em verdade achava que ias continuar com o comentario que deixaste na vespera da coletiva em meu blog. Mas foi um equivoco meu nao entender que a continuacao viria em meu blog e nao no seu :). Por isso peco desculpas e vamos seguir adiante pois isso foi apenas um mal entendido.

Se a pergunta nao fosse ligeira e espressasse tudo o que pense seria:

" E as questoes da mulher que estavamos discutindo eu com o Marcelo la no blog e que voce comentou que infelizmente havia chegado tarde para discutir mas que ia entrar na nossa bagunca na proxima oportunidade ? O post era aquele em que discutiamos os objetivos da coletiva que era as questoes da mulher brasileria.

Vim aqui louca de curiosidade para ler suas ideias meu amigo. Vou voltar mais tarde para ver se voce vai postar ainda ou nao em outro post. "

Voltei e li que em sua primeira resposta a mim ja havia entendido que foi equivoco meu pensar que a continuacao viria aqui. E isso foi mais do que suficiente para esclarecer.

So voltei entao agora para dizer que o problema nao esta mais nem em mim e nem em voce amigo. E sim nas pessoas que julgam o que leem sem saber o que ha por tras das coisas. Se deixei uma mensagem para voce, ela foi para voce e nao para os outros, portanto, deixamos para la. Mas de qualquer forma, com essa confusao acabei aprendedo um pouco mais suas ideias, portanto julgo que a confusao foi estressante porem positiva !

Um forte abraco e saibas que te admiro muito e jamais desqualificaria sua participacao. Somente estava curiosa pela continuacao daquele comentario pois instigastes por demais minha curiosidade :)

A relacao feministas = barulhentas eh antiga e bastante usada. Mas nao preciso falar isso para voce pois estou certa que voce sabe disso. Obrigada por esclarecer para todos nos que nao era isso que querias dizer pois certamente alguem mais deve ter entendido assim.

Lys

quinta-feira, março 13, 2008  
Anonymous Adelino said...

Lys, acho que já está tudo esclarecido. Da minha parte sempre esteve. E já lhe expliquei. Da próxima promento participar com mais clareza. Acho que peguei o bonde andando...
Eu vejo a palavra falada como uma imagem que está sendo moldada aos poucos. Se não fica bom, mudamos. Olhamos e mudamos alguma coisa. Já a palavra escrita é diferente; a forma pré-moldada não permite moficações posteriores. Apenas alguns reparos aqui outro ali, mas pouco convincentes.

Sinceramente, fiquei seu fan, Lys.
E espero que venha sempre por aqui, porque eu estarei sempre lá, sem dúvida.
Um ótimo final de semana pra você e seu esposo. Tudo de bom. Beijos.

PS - Acho que já falei sobre isso, mas vi seus comentários nos posts que te mandei. Muito grato.
Aps

sábado, março 15, 2008  
Anonymous Maria das Graças said...

Houve um concílio há muitos anos atrás provando que as mulheres não tinham alma.
Este preconceito perdura há milhares de anos, e agora estamos conseguindo nosso direito com esforço, inteligência, mas cada um no seu espaço;homem e mulher.
Nada ao extremo chega a alguma coisa.
Apenas quero ressaltar que teremos que chegar juntos os dois, na fraternidade, no companheirismo, na delicadeza, para que façamos um mundo melhor.

quarta-feira, maio 20, 2009  

Postar um comentário

<< Home