15 janeiro 2009

Tertúlia Virtual - FOGO

--------------------------------------------------------------------
O tema do Tertúlia Virtual de hoje é FOGO. E não posso ficar em falta com o nosso caro Eduardo. Apelei então para o texto a seguir que escrevi há algum tempo e que em boa hora encontrei em meus guardados. Espero que “cole”. Vamos ao trecho que interessa:

“No Gibi das sextas, sempre em cores, tinha o Zorro, com o seu cavalo branco Silver e o índio pele-vermelha Tonto, seu companheiro de aventuras. Certa vez, escondido atrás de uma pedreira e vendo-se cercado por inúmeros bandoleiros, o Zorro tirou diversas balas do seu cinturão e as jogou no meio de uma fogueira. Era comum os heróis fazerem fogo com dois pedaços de madeira (alguns até molhados) atritando um no outro à moda dos índios, ou batendo uma pedra contra outra. Nos quadrinhos era fácil, muito fácil... Na realidade nós tentávamos em vão fazer o mesmo, mas só conseguíamos FOGO de verdade usando uma caixa de fósforos Fiat Lux, de confiança... Neste caso do Zorro, as dezenas de estampidos fizeram com que os malfeitores fugissem do local julgando iminente a chegada de uma patrulha do exército americano fortemente armada..."
Como viram, o "nosso" Zorro foi salvo pelo FOGO... Tarefa cumprida no apagar das luzes, Eduardo...
---------------------------------------------------------------

74 Comments:

Blogger Tertúlia Virtual said...

Eu sabia que o amigo ADELINO poderia tardar mas não faltaria! Os ultimos serão os primeiros a sair da sala de cinema, no caso de incendio...É FOGO, amigo Adelino.

Muito obrigado por participar, mesmo que não tão espontaneamente...rsrsrs!

quinta-feira, janeiro 15, 2009  
Anonymous ery roberto said...

Grande, Adelino! O texto é muito interessante. Por estar baseado em uma aventura a qual curtíamos muito em nossa infância - as histórias do Zorro - a gente é automaticamente remetido para algumas lembranças dos tempos de criança.

Gostávamos de brincar com fogo. E vovó sempre dizia: "quem brinca com fogo de dia, mija na cama de note". Dito e feito. Mas acho que a gente ficava sugestionado, guardava aquilo no subconsciente e acabava sonhando. E realizando o sonho imediatamente (rsrsrsrs).

Valeu amigão. Bom voltar aqui.
Abraço saudoso.

quinta-feira, janeiro 15, 2009  
Blogger Maria Augusta said...

Tarefa brilhantemente cumprida Adelino, parabéns!
Um grande abraço.

quinta-feira, janeiro 15, 2009  
Blogger expressodalinha said...

Há sempre fogo. A hora não interessa. É o fogo que nos mantém vivos!

quinta-feira, janeiro 15, 2009  
Blogger Só- Poesias e outros itens said...

Adelino, uma hora maravilhosa por aqui ao lembrar desse seriado. Estou rindo à toa... voltar a esta infância tão boa. Só você mesmo!!!

Obrigado.

bjs.

quinta-feira, janeiro 15, 2009  
Blogger Chris said...

rs, gostei, foi diferente, gosto disso, a história do Zorro é digna de fogo.

Bjs,
Chris

quinta-feira, janeiro 15, 2009  
Blogger  said...

Muito bom Adelino e muito ùnica como participação...beijos

quinta-feira, janeiro 15, 2009  
Blogger Georgia said...

Sensacional Adelino! Eu me lembro desse filme, pois nao perdia um Zorro, hahahahahah!!!

Agora, eu te digo uma coisa: nao era só os meninos que tentavam fazer fogo usando pauzinhos, as meninas também. Hahahahahah!!!

O tempo prá mim tb é muito corrido...

Bom fim de semana

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Anonymous Grace Olsson said...

Adelino, como sempre vc nao perde tempo em escrever textos maravilhosos.Parabéns e diasfelizes, querido
www.graceolsson.com/blog

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Blogger sonia a. mascaro said...

Adelino, embora eu não assistisse aos filmes do Zorro, eu me lembro de quando criança tentar fazer fogo ( em vão, claro) atritando dois pedaços de madeira.
Saborosa colaboração como sempre!
Beijos e obrigada pela visita.

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Anonymous DO said...

Boa,ADELINO,rsss

abração e um otimo fds!!

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Blogger Vanessa said...

Olá, esta é minha primeira participação na Tertúlia virtual e estou adorando passear de blog em blog vendo como as pessoas se expressam das mais variadas formas. Muito rico este projeto! Parabéns pelo post.

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Blogger valter ferraz said...

Adelino, vc é ótimo!
Foi buscar nas histórias do zorro a inspiração. Vc tá ligado que esse negócio de blogagem coletiva mexe comigo, né? Não participo e tenho por lema não comentar nelas. Mas abro uma excessão prá voce. Sempre surpreendente.
Mostrei a foto do Zorro e seu cavalo Silver pro Erick. Ele não conhecia, só a versão atual com o Antonio Banderas e Angelina Jolie (linda, por sinal).
Abraço forte

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Anonymous Anônimo said...

Ainda bem que a munição do Zorro era com projeteis de prata. Se de chumbo, haveríamos morrido envenenados já que havíamos escapado dos inesquecíveis soldadinhos do pós guerra.
Strix.

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Blogger Yvonne said...

Cumpriu sua tarefa direitinho e com direito a relembrar a minha infância.
Beijocas

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Blogger Elma Carneiro said...

Adelino
Na minha visão...... o próprio Zorro poderia ser comparado a um palito de fósforo Fiat Lux e causar muito estrago.
Adorei seu texto e a imagem rsrs
Beijos e um ótimo final de semana.

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Blogger Lord Broken Pottery said...

Adelino,
É o que eu chamo de criatividade, capacidade de dar soluções aos problemas. Boa saída pra escrever sobre fogo.
Grande abraço

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Blogger Cris said...

Oi, Adelino,

Puxa, voce me fez voltar à infância, quando eu e mais algumas crianças da vila italiana em SP íamos até a casa da Dona Bella - a única que tinha televisão - assistir "as aventuras de zorro".
Detalhe: na tela ela colava um papel celofane colorido , já que a transmissão era em branco e preto.

Beijão.

sexta-feira, janeiro 16, 2009  
Blogger Aninha Pontes said...

Adelino, parabéns.
Pela criatividade, pela inteligência de fazer um simples tema em algo tão prezeroso.
Comentei aqui com o bem, que você amarra as coisas de uma forma, que parece ficar trabalhando no post, por muito tempo. Tamanha a perfeição e o poder de agradar.
Você viu, como as lembranças da Cris, voltaram lá longe.
Eu também ia na vizinha assistir televisão, e que também tinha um celofane colorido na tela.
Parabéns mais uma vez pelo post.
Um bom final de semana.
Um beijo prá você e prá Cláudia.

sábado, janeiro 17, 2009  
Blogger Dalva said...

Oi, Adelino! Assisti à esse epísódio do Zorro, não perdia um... rsrsr... recordar é viver! Beijos!

sábado, janeiro 17, 2009  
Blogger Bete said...

Ola Adelino.
Passei rapidamente para deixar um abraço e desejar-lhe uma otima semana.

domingo, janeiro 18, 2009  
Blogger Eliana Gerânio Honório said...

Adelino

Tem uma lembrancinha para você
lá no Espaço Mensaleiro.

Espero que aceite.

Beijão!

segunda-feira, janeiro 19, 2009  
Blogger Eliana Gerânio Honório said...

Adelino

Tem uma lembrancinha para você
lá no Espaço Mensaleiro.

Espero que aceite.

Beijão!

segunda-feira, janeiro 19, 2009  
Anonymous Anônimo said...

Adelino,

o Zorro era "fogo", e seus textos incendeiam lembranças, o que faz muito bem à alma.

Beijo

Vivina.

terça-feira, janeiro 20, 2009  
Blogger Heloise said...

Adelino
Indiquei seu blog para o Prêmio Dardos. Fique à vontade para seguir ou não as regras do prêmio, ok?
Saudades do Zorro :)
Beijos. Helô.

terça-feira, janeiro 20, 2009  
Blogger Elma Carneiro said...

Adelino
Não sei se você gosta de receber selos prêmios, mas estou lhe oferecendo dois com muito carinho.
Vai até o Viart para pegá-los.
Espero que aceite.
Beijos de sua amiga goiana do cerrado.

terça-feira, janeiro 20, 2009  
Blogger Aninha Pontes said...

Adelino querido amigo:
No programa de amanhã falo de você.
Um beijo

quarta-feira, janeiro 21, 2009  
Anonymous Adelino said...

Eduardo, o Tertúlia foi uma das melhores coisas que aconteceram em 2008 neste espaço blogosférico. Ao mesmo tempo em que estimula a nossa criatividade permite-nos conhecer novos blogs e amigos.
Um grande abraço.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Ery, você resumiu bem o poder da sugestão. Existiam outras, algumas impublicáveis. Mas esta é passável: ”Se pisar em xixi de boi ou vaca, nascerá um caroço no seu pé…” E a gente acreditava piamente. Felizmente nunca pisei, nem que por descuido…
Um abraço com minhas desculpas pela demora em responder aos comentários. “Pobrema ténico…”

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Maria Augusta, obrigado pelo “brilhantemente”. A improvisação às vezes funciona.
Um grande abraço pra você também.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

É o que dizem, “Expresso”… Num certo sentido é mesmo o fogo que nos mantém vivos. Daí os múltiplos significados que dão a ele.
Um grande abraço.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Obrigado, Ju Gioli.
Por falar em infância, quando eu tinha uns sete, oito anos na minha pequena cidade montaram um circo, daqueles que vão e vem.
Uma vez encenaram um “seriado do Zorro”, com direito a Silver e Tonto, veja só a pretensão deles. Três capítulos, três domingos (matinées…) Claro que eu estava lá nas arquibancadas de madeira com meu irmão dois anos mais velho.
Resumindo: claro também que a encenação ficou ridícula (apesar da pouca idade já tínhamos um certo sentido crítico de algumas coisas). O primeiro episódio terminou com os “bandoleiros” tentando enforcar o “nosso heroi” colocando uma corda no pescoço dele e prendendo-a na trave de madeira do telhado da pequena casa. Ele sobe numa lata de querozene vazia... Suspense total… Terminaram o episódio. Uma voz falou no alto-falante: “Continua no próximo domingo!!! Não percam!!!”. Não perdemos. Sabe o quê aconteceu no “next chapter”? Na hora H ouviu-se o “tropel” de cavalo(uma sonoplastia grosseira nos bastidores, com pancadas de martelo no chão do palco). Era o Tonto que chegava para salvar o “nosso” Zorro… Os “bandoleiros” fugiram.
E assim era. E a nossa imaginação a mil... Com o nosso amigo “Lone Ranger” são e salvo pudemos ir para casa despreocupados, não sem antes passar na loja do Sr. Ferraz e comprar o Gibi daquele domingo ou o Globo Juvenil do sábado anterior. Bons dias aqueles… Beijos.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Chris, bom que tenha gostado. Safei-me bem do tema proposto no Tertúlia. Da próxima vez vou me preparar melhor sem precisar do Eduardo me lembrar…
Beijos.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Obrigado, Ví. Tentamos apenas sair do trivial, não por mérito nosso, mas pela premência do tempo.
Beijo.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Valeu, Georgia. Eu nunca acreditei muito nessa história dos pauzinhos fazerem fogo… Só vendo para crer. Na verdade tentávamos, mas em vão… E você não disse se as meninas conseguiam…
Aposto que ia ao Cine Fluminense assistir ao Zorro, lia Gibi ou via na TV…
Abraços. Ótimo final de semana pra vocês. E minhas desculpas pela demora nas respostas.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Não tão maravilhosos, Grace. Apenas simples. E fico feliz que gostem assim.
Um beijo.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Sonia, parece ser mais provável encontrar alguém que tenha sido premiado na Mega-Sena do que conseguido fazer fogo com os tais pauzinhos. Pior é que os herois faziam fogo com madeira molhada que pegavam boiando nas águas do mar… Vá lá, no “faz de conta” vale tudo…
Beijos. Agradeço também a sua visita.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Do, obrigado pelo elogio, e minhas desculpas pela demora nas respostas aos comentários.
Ótimo fim de semana pra você também.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Anônimo said...

Vanessa, visitei o seu blog e achei ótimo. Foi para os meus favoritos, pois pretendo voltar com mais calma e explorá-lo melhor, tantos são os assuntos interessantes que aborda. Os parabéns são para você.
Sobre o Tertúlia, eu acho que além de exercitar nossa criatividade, proporciona-nos conhecer novos blogs e blogueiros.
Um beijo. Ótimo final de semana.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Vanessa, o ANÔNIMO sou eu...
Adelino.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Valter, nem todas as Coletivas, por abordarem temas já batidos e rebatidos, nos trazem inspiração. Algumas sim, e acho bom participar.
Sobre os Zorros, são dois: um é aquele de “capa e espada” e o outro aquele americano, mais conhecido. Aprecio mais o Zorro dos gibis antigos, ou seja, do meu tempo... Do Zorro do Banderas fico apenas com a Angelina Jolie...
Encontrei diversos DVD´s do Zorro tradicional. O Erick vai gostar se o “vovô” presenteá-lo com algum exemplar. São bem feitos, ótimo som e excelente imagem.
Um grande abraço.
OS – Estou escrevendo e ouvindo a PIER-FM. São 11:40, você se despediu da programação musical, ótima, por sinal...

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Strix, é sempre um prazer vê-lo comentando aqui. Prova de que nos lê e vê...
Você lembrou bem: balas de prata. Os soldadinhos de chumbo são inesquecíveis. Abraços.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Yvonne, relembrar nossa infância é sempre bom. Era uma fase em que os problemas mais importantes ficavam por conta dos adultos. Apenas ouvíamos sem nada entender. Com o passar do tempo, não ouvimos mais: entendemos e tentamos resolvê-los.
Beijos. Bom final de semana (sem chuva)

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Elma, é mesmo, os nossos heróis podiam tudo. Se quisesse o Zorro poderia “dar conta” da quadrilha inteirinha...
Beijos. Feliz semana.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Blogger Celia Rodrigues said...

Adelino!
Enfim, resolvi reabrir minha porta. Muito obrigada pelo carinho a cada vez que passou por lá.
Abraço!

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Lord, eu gosto muito de participar do Tertúlia, o que motivou a minha improvisação em tempo record já que tinha me esquecido... É fogo...
Grande abraço. Feliz final de semana.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Cris, eu também fui “televizinho” vendo o filme (muito embaçado) da Copa do Mundo de 1958, que passava aqui no Rio somente na quarta-feira seguinte.
A propósito, no final da década de 50, início de 60, eu tinha um amigo que morava em frente ao Estádio do Maracanã. Um dia ele colocou uma bacia de alumínio na antena da TV, no terraço do edifício e começou a “pegar” os jogos do estádio... Eu me recordo também do celofane colorido...
Um beijo. Feliz final de semana.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Meire said...

Hoje ouvi a Anna falando de voce!

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Ana, no Tertúlia temos de nos desdobrar diante dos temas propostos pela equipe coordenadora... Desta vez eu não me liguei muito no dia 15 e saiu de improviso.
Quanto a assistir TV fora de casa, que “atire o primeiro controle remoto quem nunca assitiu TV em algum vizinho(a)”... Com direito a celofane colorido na telinha...
A Claudia (agora ouvinte da PIER-FM)agradece o beijo e retribui. Outro para você.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Dalva, curiosamente outro dia encontrei alguns DVD´s com esses filmes do Zorro. Ótimo som e excelente imagem. E importante: a preço de banana...
Beijos. Feliz final de semana.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Bete, uma ótima semana pra você também, com minhas desculpas pela demora em acusar a leitura do seu comentário.
Abraços.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Eliana, eu vi. Claro que aceitei e ainda fiquei muito feliz por ter merecido o “repasse”. Aguarde. Muito obrigado.
Beijos. Feliz sexta-feira.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Vivina, é curiosa a diferença entre os quadrinhos (estáticos) e os filmes dos nossos herois. Nem sempre, isto é, quase sempre, os filmes não nos transmitiam as mesmas boas emoções dos quadrinhos. Era questão de costume. Quem começava pelos filmes não achava muita graça nos quadrinhos... Que essas simples lembranças fazem muito bem à alma, não tenho dúvido.
Beijo.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Heloise, sua indicação já é um prêmio. Vou lá ver como é.
Sobre o Zorro: entre o Zorro dos quadrinhos e o dos filmes fico com os quadrinhos... Questão de nostalgia, pode ser.
Beijos.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Elma, gosto sim, claro, como não aceitar? Quem não gosta? É uma demonstração de carinho e um incentivo para qualquer um. Vou lá correndo. Só hoje pude colocar em dia os comentários.
Beijos do seu amigo mineiroca (MG+RJ) do cerrado também, por que não?
PS – E a gabiroba? Em extinção?!...

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Ana, neste momento (19:56) escrevo ao som da linda canção “Why Worry” na PIER-FM. Lindo som. Vou ouvir. Obrigado.
Um beijo.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Célia, é ótimo vê-la de volta às lides blogueiras...
Um abraço. Feliz retorno.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Anonymous Adelino said...

Meire, ouvi e gostei muito do programa da Ana, na PIER-FM (20:00), comentando sobre o post da Cris baseado na crônica de Mário Prata que fala da "envelhescência". Para minha honra o meu comentário foi citado e comentado por ela com muita desenvoltura.
Um abraço. Feliz sexta-feira.

quinta-feira, janeiro 22, 2009  
Blogger Eliana Gerânio Honório said...

Adelino

Obrigada pelo comentário!

A força sindical
fez seu papel.

Vale lembrar que é um sindicato
com direção 'chapa branca'.

Lula é a força sindical.
Quando não pode manda!

Sinto pelo querido José Alencar,
possivelmente próximo de partir...
Não cansou de lutar contra
os abastados e bem pagos que dirigem a economia.

SÃO PAGOS COM NOSSO DINHEIRO!
MAS DINHEIRO PUBLICO NÃO TEM DONO.

Precisamoe mudar essa realidade!

Desculpe.
Beijão.

sexta-feira, janeiro 23, 2009  
Anonymous Adelino said...

Eliana, por partes, como diria o Jack:
1 - A força sindical desempenhou seu papel muito bem; pena que tenha ameaçado explicitamente praticar invasões, caso sua pretensão de baixa dos juros não for atendida. Aí não pega bem, não acha?
2 - A mim também me pareceu que o Poder Executivo não "podendo fazer", mandou...
3 - Também sinto muito e torço pelo Sr. José Alencar;
4 - E acho que o dinheiro público - em países civilizados - tem dono: o contribuinte, que em última análise somos nós.
No mais, Eliana, muito grato pela sua visita. Pena que o tema do post não tenha sido este. Mas sem "problema", eu comento lá no seu. rsrs...
Beijos.

sábado, janeiro 24, 2009  
Blogger Ery Roberto Corrêa said...

Adelino, vai e veja o que pode fazer por mim. Grato. Abração.

sábado, janeiro 24, 2009  
Anonymous valter said...

Adelino,
chegando de mansinho no domingo pela manhã e já agradecendo o carinho e a audiência na PIER. Falar o nome dos amigos no ar é a forma que encontramos de retribuir o carinho e a atenção de todos.
Quanto ao assunto "Força Sindical", vou me intrometer na conversa: acho que o trabalhadores se viravam bem sem essas interferências. Politicagem das mais baixas,. aliás berço de origem do atual presidente e de sua candidata à perpetuação no poder, outra característica do movimento pelego-sindical. Fora com eles!
Bom domingo e
Forte abraço

domingo, janeiro 25, 2009  
Anonymous Rio que mora no mar said...

Gosto muito do seu blog, por isso o indiquei ao PRÊMIO DARDOS.
Parabéns!

Elizabeth

domingo, janeiro 25, 2009  
Blogger Luci Lacey said...

Ai Adelino

Acredita que ainda tenho a felicidade de assistir o Zorro por aqui?

Quando da certo os horarios, nao perco.

Muito bom seu post, como sempre neh.

Adelino, to tao louquinha correndo para la e para ca, visitas no final de semana.

Beijinhos e boa semana.

domingo, janeiro 25, 2009  
Blogger Aninha Pontes said...

Adelino querido, também deixei um presentinho prá você lá no meu blog.
Um beijo e boa semana.

segunda-feira, janeiro 26, 2009  
Blogger Georgia said...

Passando para um abraco.

segunda-feira, janeiro 26, 2009  
Anonymous Adelino said...

Ery, claro que socorro...
Estou colocando em ordem (dando uma faxina) nos meus arquivos, por isso ando meio ausente, mas conte comigo. Logo logo atendê-lo-ei com muita honra.
Ótima semana pra você.

segunda-feira, janeiro 26, 2009  
Anonymous Adelino said...

Valter, estou sempre ligado na PIER-FM. Escrevo ouvindo-a...
Grande abraço. Ótima semana.

segunda-feira, janeiro 26, 2009  
Anonymous Adelino said...

Elizabeth, quanta honra. Como disse ao Ery, estou um pouco relapso na minha "produção", arrumando alguns arquivos.
Muito obrigado pela indicação. Fiquei feliz em ser lembrado.
Um abraço. Feliz semana nova.

segunda-feira, janeiro 26, 2009  
Anonymous Adelino said...

Lucy, é um privilégio seu assistir aos Zorros antigos.
Eu também estou um pouco ausente, mas pretendo retomar a "produção". É a chamada inércia do recomeço de Ano Novo.
Beijos. Feliz semana.

segunda-feira, janeiro 26, 2009  
Anonymous Adelino said...

Aninha, vou lá ver.
Agradeço mais uma vez o carinho que vocês tiveram em mencionar e analisar o meu comentário no seu programa de quarta-feira na PIER.
Um beijo. Feliz semana pra vocês.

segunda-feira, janeiro 26, 2009  
Anonymous Adelino said...

Georgia, retribuindo seus votos e desejando uma feliz semana para vocês.
A propósito, o "O que elas estão lendo" está cada vez melhor.
Um abraço.

segunda-feira, janeiro 26, 2009  
Anonymous b said...

NOSSA....
EU LEMBRO DISSO.
QUE SAUDADE DE QUANDO SE PODIA TENTAR IMITAR OS HERÓIS....

segunda-feira, janeiro 26, 2009  
Anonymous Adelino said...

Barbara, fui lá no seu blog, gostei. É ler e meditar, aprender e apreender.
Grande abraço.

segunda-feira, fevereiro 02, 2009  

Postar um comentário

<< Home